Social Icons

Nova jornada

12 de junho de 2020


Nos últimos tempos, percebi que a minha presença no Instagram não me estava a motivar. Postava todos os dias sem qualquer planeamento ou estratégia, somente porque me apetecia partilhar no momento algo que para mim talvez achasse bonito! Aos poucos, comecei a ficar sem ideias, sem saber o que escrever, sem saber propriamente o que havia de mostrar ao meu público e decidi nesse momento que era hora de parar. O Instagram, a cada meia dúzia de posts está cheio de publicidade produtos e mais produtos a serem impingidos, faz lembrar aquele intervalo de um filme cheio de publicidade que nunca mais termina. As minhas contas preferidas, raramente me aparecem no meu feed, apesar de as seguir, tenho de as procurar. O Instagram tornou-se num podium para quem tem muitos seguidores, para quem como eu não tem, terá de pagar ou de trabalhar muito para ter  alcance e visualizações. Chega a ser frustrante publicar uma fotografia que tem um alcance para 40 pessoas!
E por tudo isto, senti que estava a fracassar e isso para mim seria muito injusto. Humanamente, cansei-me de provar a minha existência ali. Decidi então fazer uma pausa e aproveitar o tempo fora das redes sociais. 


Aproveitei para ir a Lisboa e passear um pouco num dos meus bairros preferidos, Campo de Ourique. 

Fui durante a semana, depois do almoço. As ruas tinham pouca gente e por isso circulava-se à vontade. É claro que usei máscara durante todo o tempo que estive fora. Tinha adorado dar um saltinho ao jardim da Estrela, um lugar que me lembra sempre os meus tempos de liceu em que estudei em Lisboa e das tardes no jardim, mas não havia tempo para tal e provavelmente o jardim estaria fechado. Contentei-me com este breve escape citadino! 



Durante a semana, vi duas séries que gostei imenso e que partilho convosco:

Madam C. J. Walker, na Netflix - Passada nos finais do séc. XIX é a história da Madam C. J. Walker, uma ativista social e a primeira mulher negra milionária nos Estados Unidos da América a conquistar a sua própria fortuna com uma gama de cosméticos capilares para a comunidade afro. Na medida em que se tornou milionária Walker lutou sempre contra o racismo enfrentando na sua vida diversos desafios. Gostei desta série por saber que é uma historia verídica, de empreendorismo, de auto-estima e de luta pela igualdade social.

Nada Ortodoxa - É uma mini série inspirada numa história real. Conta a história de Esther Shapiro uma jovem de 17 anos judia hassídica que vive em Brooklin (Nova Iorque) e que é obrigada a casar. Esther, passado um ano foge para Berlin para fugir do seu próprio casamento e tentar uma nova vida. Este drama retrata a realidade da comunidade judaica ultraconservadora, os detalhes, cultura e costumes da religião. Gostei sobretudo da "Nada Ortodoxa", por nos mostrar realidades e modos de vida tão diferentes das que estamos habituados a viver. Mundos completamente diferentes e opostos ao nosso que nos deixam a pensar.

Se tiverem novas sugestões de filmes, séries podem também escrever na caixa de comentários.

Vi uma outra série na passada semana, também esta muito bem feita. É uma série que retrata a alta sociedade britânica, passada na segunda grande Guerra Mundial e chama-se "The Halcyon".  Se tiverem curiosidade, podem procurar no canal AXN White. Dizem que era para ser a sucessora da famosa "Downton Abbey". Contudo, aviso já que esta série infelizmente teve as seguintes temporadas canceladas. 


Neste nosso mundo mágico existem inúmeras coisas para fazermos, apesar de ainda estarmos no meio de uma pandemia, temos que nos assegurar de ganhar alguma energia extra e não nos deixarmos afectar pelos aspectos negativos. 

O que vos quero mesmo dizer:
Irei começar a estar mais presente aqui no meu blog. Afinal, foi por aqui que tudo começou! Felizmente aqui não existe ainda o algoritmo a assombrar os posts! E aqui eu sou a dona do meu próprio espaço, isto parece-me bastante sensato e justificável. No Instagram publicarei menos vezes. Vou estar nas redes sociais de modo mais lento e sem pressa. 

Até breve!

11 comentários

  1. Que bom saber que estás de volta.

    ResponderEliminar
  2. Adoro ler blogs! Vai ser muito bom te acompanhar por aqui.❤

    ResponderEliminar
  3. Bom dia Marcia
    O Instagram na maior parte das vezes é tão vazio.
    Aqui é tão mais pessoal, mostra mais a essência.
    Faz sentido a tua visão e para o bem de todos a febre do insta irá passar e os blogs irão continuar.
    Bom domingo
    Lulu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lulu, penso exactamente o mesmo! Acho que os blogs não morreram, simplesmente nós é que os abandonamos para estar noutras redes : /

      Eliminar
  4. Ai como te entendo! E agora que tenho a loja online sinto me uma verdadeira escrava das redes sociais: só se posta aquelas horas, tens de ser consistente, bla bla bla é muito trabalho para depois o algoritmo virar te as costas pufff
    O instagram costumava ser um lugar encantado onde buscava muita inspiração, agora é mais uma montra à falsidade e luta por mais gostos.

    Também gosto bastante de Campo de Ourique, espero que tenhas ido à Maria Granel.

    Bom domingo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Marta, vou procurar o teu IG! Não fui à Maria Granel, nem sabia tão pouco que existia em Campo de Ourique! Claro que se o soubesse teria ido lá. Obrigada por essa informação ; )

      Eliminar
  5. Olá!
    Também prefiro ler os blogues e tenho pena que tenham sido um pouco abandonados, na procura por redes mais imediatas.
    Bom regresso a este cantinho :)!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Estou como tu... O instagram era um sitio onde buscava inspiração e me perdia com fotos bonitas e agora, se quero ver quem sigo tenho de ir à procura. Depois há todo um mundo de conselhos para publicações de sucesso, um diz uma coisa, outro diz outra e uma pessoa perde-se com tanta informação.
    Adoro blogs, acho muito mais pessoal e nunca deixei de publicar no meu. Devia ser um pouco mais consistente mas não chego para tudo. Por isso, apesar de querer mostrar o meu trabalho para conseguir vender os meus produtos, já abrandei um bocado nas redes sociais.
    Ainda bem que regressaste :)
    Até já
    Marta
    https://pitinhosdamarta.blogspot.com/

    ResponderEliminar