Já é Outono?

Hoje quando acordamos no calendário era Outono. Um Outono que se anuncia ligeiramente diferente do Outono da minha infância. Adoro a chegada de cada nova estação, sinto-as como um grande presente que está para chegar! O Outono, é sem dúvida das minhas estações preferidas e atrevo-me a dizer que o desfecho daqueles dias quentes e o prenúncio dos dias mais frescos e menos luminosos e incandescentes me devolve algum bem-estar físico e emocional. O Outono para mim é acolhedor e nostálgico e eu gosto disso. Hoje é um dia típico de início de Setembro, para a semana haverá previsão de aumento de temperatura e provavelmente a praia irá estar cheia. O Outono há-de chegar, quando cheirar a Outono e quando o meu corpo e os meus sentidos derem esse alerta. Lá fora o sol brilha e os canteiros estão em flor, ainda há tempo de vos contar como foi o nosso verão, nos próximos posts...


Verão no jardim

Cá estou eu a escrever-vos depois de tempos infinitos sem vir aqui ao blog! Quem me vai seguindo no Instagram nota que nessa plataforma estou um pouco mais presente, mais ativa por lá e menos por aqui, apesar deste ainda ser o meu "lugar" preferido! Pois bem, também me lembrei que tinha saudades de coser, de cortar, alinhavar e sobretudo criar, então numa ida a Lisboa comprei uns tecidos novos e comecei por fazer uns pequenos trabalhos para casa, mais concretamente para o jardim. Fiz uma nova capa para a minha cadeira, pois a anterior rasgou-se e também umas almofadas novas com o que sobrou do tecido para os bancos. Sobre os bancos, achei-os na rua! Não sei se já tinha falado nisto, mas encontrei-os, trouxe-os, lixei-os e pintei-os. Ao final da tarde pela fresca, sento-me ali no meio daquelas coisas todas novas!


Atelier

Esta fotografia foi tirada à noite com o telemóvel, mas serve para vos mostrar o "antes" deste espaço. Há uns anos atrás pintei esta parede com tinta azul que sobrou do quarto do Tomás. Podem espreitar aqui e aqui. Na altura gostei de ver, mas o que é certo é que já não morria de amores por esta cor. De mal o menos, pior seria se tivesse forrado a mesma a papel de parede, uma autêntica canseira só de imaginar! A ideia era voltar ao branco, com o sótão a precisar de pinturas esta foi a desculpa certa para repensar em algumas alterações.


Na verdade algum tempo que queria afastar-me ligeiramente do ambiente cozy e partir para algo mais limpo, mais minimalista!


Para começar limpei toda a minha mesa de tralhas e deixei apenas o essencial. Algumas coisas pus em sacos e dei outras mudaram de morada. Recorri ao Ikea e comprei uma estante que enchi de verde, o mesmo verde que me liga à terra, à natureza, à cor da vida que pulsa nos campos, e tão somente, a minha cor de inspiração e serenidade. Aproveitei e fiz uma limpeza inquisidora a todos os papeis e apontamentos que vamos acumulando. Pintei o candeeiro Ikea de preto para dar realce e assim ganhei um novo candeeiro! O ambiente ganhou mais luminosidade e ficou mais convidativo! Menos cheio e mais leve. Menos é mais - a premissa minimalista com a qual me identifico e defendo em tantas outras coisas, mas no que toca a objetos ainda sinto que existe uma grande barreira pela frente. O apego não é saudável, mas assumo que ainda me custa a separar de alguns objetos que guardo e que gosto, ainda vacilo facilmente perante uma feira de velharias e ainda morro de alegria quando encontro objectos que já não me lembrava que existiam! Repensando, se por um lado as coisas de que gosto me trazem algum conforto, por outro lado chateia-me pensar que ainda estou dependente de "coisas". Estranha esta dualidade que me deparo.

Ponto positivo: já temos uma parede minimalista cá em casa e eu vou-me segurar para não encher a mesma como uma selva! 

Os jardins dos Outros

Dar um passeio pela nossa zona residencial pode ser algo bastante inspirador! Sem querer ser muito indiscreta, já me tinha apercebido da graça de alguns jardins vizinhos. Há imensas flores a enfeitar os jardins, a debruçarem-se sobre os muros e a colorir a nossa rua nas cores de Primavera. Hoje no passeio habitual levei comigo a máquina fotográfica e fui fotografando algumas casas com flores favoritas. Vim para casa com uma ramo de rosas de Santa Teresinha que uma vizinha me deu. O seu perfume lembra-me sempre o cheiro de um talco que a minha avó tinha, vindo algures de Espanha. A sua cor rosa pálido é suave e perfeita, penso que se os sonhos tivessem cor seriam assim, da cor das rosas de Santa Teresinha. Este passeio inspira-me a tanto: a desenhar e pintar sobre um caderno em branco os muros de rosas, a colhê-las e pô-las uma jarra sobre uma toalha de linho acabada de desdobrar ou quem sabe a secá-las para o herbário, com uma história paralela para contar...


No Paraíso dos Cardos

Não me canso destes passeios pelo campo, das flores, dos arbustos e de toda a liberdade que isto me transmite. Há tantas coisas para ver, sentir e ouvir! Ontem passeamos perto dos pântanos, muitos deles ainda cheios de água acumulada pelas chuvas. Ouvimos de perto o coaxar dos sapos e rãs e dos pássaros que ali voavam. As flores desabrocharam e há um perfume a Primavera no ar. De um lado o campo pintado de roxo e lilás de outro de branco, de um lado os cardos, de outro as ervas de São Gerardo. A cesta chegou cheia de flores frescas para adornar a jarra de vidro, flores simples que se apanham no campo, as mais simples e bonitas. E é este tipo de aventuras que fazem parte da nossa jornada aos fins-de-semana e das quais sentia muita saudade. Morar em Azeitão dá-me tudo isto, e eu sinto-me cheia de sorte de aqui viver, na terra dos meus avós e da minha mãe. Espero que também o meu filho cresça feliz e que estes momentos que lhe proporcionamos, do contacto com a natureza e o ar livre lhe tragam um dia boas memórias, assim como as que guardo da minha infância.


Natureza


Os passeios pelo campo, as flores, os insectos, as cores e os cheiros da natureza são um verdadeiro desafio para os nossos sentidos e uma infindável sensação de bem estar! Nós continuamos uns aventureiros e passamos a maior parte do tempo (fins-de-semana) em caminhos como este! Mas também quero dizer-vos que na loja há produtos novos, inspirados no campo, em suma, na Natureza. Visitem

Do campo para vocês





Flores da minha serra que a Primavera espalhou alegremente com vida e cor sobre os campos que aqui moram. Feliz de mim, te ter como morada!

Tenham um bom fim-de-semana.

Popular Posts