Social Icons

Lista de coisas para fazermos no mês de Julho

17 de junho de 2020





Estamos no ponto de viragem entre a primavera e o verão. O céu hoje encheu-se de nuvens fofas e farfalhudas e enquanto esteve fresco eu aproveitei para caminhar um pouco. Eram 8:00 da manhã e ainda pude sentir a brisa fresca no meu rosto. Pelo caminho encontrei alguns vizinhos, é agradável viver numa pequena vila onde a nossa comunidade nos sorri e acena. Enquanto caminhei, não resisti a colher algumas flores. Ao apanhá-las tento sempre não as puxar com força, mas sim cortar para que o bolbo fique na terra e possa ter a magia de renascer na próxima estação.

No meio deste vírus, sou muito grata pela natureza ter sido o meu porto de abrigo e ter acolhido a minha alma nos dias difíceis. Apesar de gostar de estar em casa, não foi fácil este isolamento. As tarefas cá em casa duplicaram e houve muito mais trabalho para ser feito, senti-me sobrecarregada e sem tempo para mim e para aquelas pequeninas coisas que gostamos tanto de fazer, como ler um livro sem interrupções ou ficar no jardim sem pensar tenho que ir preparar as refeições, ou apanhar a roupa, ou ajudar o filho naquele trabalho de casa que prometi. Mas focando-me no lado positivo,  todos estávamos bem de saúde e Maio foi um mês doce, os campos floriram e as árvores encheram-se de folhas verdes e felizmente pude sentir essa conexão.



Agora que Junho já está a meio as aulas estão prestes a terminar e os meninos vão passar um verão diferente de todos os outros anos e nós também, lembrei-me de fazer uma pequena lista com ideias simples de coisas que poderemos fazer no próximo mês.





Mês de Julho

(ideias para fazer em família, nas horas de pouca afluência. Depois das 20:00h numa praia ou campo. Não esquecer que ainda estamos no meio de uma pandemia).

- Fazer um passeio à beira mar.
- Apanhar conchas, búzios e calhaos. Os pais podem-nas levar para casa para os filhos desenharem e depois pô-las num frasco de vidro transparente ou numa taça de cerâmica para fins decorativos. Também podem fazer desenhos nas pedra e depois pintar.
- Assistir ao pôr-do-sol e de mãos dadas com a família cada um pedir o seu desejo.
- Numa mata, bosque ou floresta fazer um passeio e observar a flora e ouvir o som da natureza.
- Fazer refeições ao ar livre sempre que haja disponibilidade. Aproveitem o quintal, o jardim, a varanda, o terraço ou simplesmente carreguem a mesa para junto da janela e abram-na.
- Para quem vive nos centros urbanos e sente falta da natureza, sugiro que escolham alguns sons da floresta e ouçam para relaxar. Existem imensos no youtube.
- Julho é sem dúvida um dos meses mais produtivos para fazer uma horta. Se não tiverem espaço para plantar por exemplo, alfaces, beringelas, rabanetes, etc... podem semear ervas aromáticas. Deixo aqui a lista: alecrim, salsa, coentros, manjericão, tomilho. salva, funcho, hortelã, oregãos e estragão. 
- Visitar museus virtualmente. O Google uniu-se a vários museus e galerias mundiais e oferece assim a oportunidade de conhecer e adquirir alguma cultura e conhecimento por meio da Internet. Link aqui.

Espero que alguma destas dicas vos seja útil.

Quero terminar este post agradecendo as visitas que tenho tido aqui ao blog. Foram mais de 900 visitas por dia e para um re-começo isso é extraordinário! Obrigada por aqui estarem.
Até breve!

7 comentários

  1. Que bom que voltaste. Fico mesmo feliz por voltar a ler-te aqui.
    Agora que a escola está a terminar tenciono aproveitar mais o exterior com a minha família.
    Com os devidos cuidados, voltar a passear e aos poucos contribuir para a retoma da economia.
    Espero também poder reconectar-me com a natureza pois durante este período de lockdown senti-me desconectada.
    Obrigada pelas sugestões!
    E quase 1000 visitas! Uau que bom!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dulce obrigada pela tua presença neste cantinho.
      beijinhos e bons passeios :)

      Eliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  3. As dicas que envolvem estar no exterior, na natureza, são de fato as mais apelativas. Por aqui não tenho essa regalia. Vejo o rio ao longe, da janela e mesmo que queira não há como lá chegar. Propriedade estatal separa a cidade do rio... Campo há algum, mas divido por estradas e afins que é preciso percorrer uns bons quilómetros até lá chegar. Suspiro ao ver as fotos partilhadas e imagino como seria viver num lugar assim...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que chatice haver tantos entraves... mas tenho a certeza que existe algo perto mais tranquilo e calmo para fazer um pequeno passeio. Fico feliz por vos trazer alguma inspiração com as minhas fotografias. Beijinhos

      Eliminar
  4. Encontrei este blog sem querer...mas mantenho-me por querer! Comecei a minha vida profissional por trabalhar com flora espontânea para fins ornamentais, tendo publicado alguns trabalhos sobre o assunto. A vida profissional mudou, não por minha opção, e fiquei afastada desta temática, foi doloroso... às vezes ainda é, mas adoro! Nem que seja espreitar em fotografias bonitas como as suas! Obrigado pela partilha e muita força para continuar o caminho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito, muito obrigada! É difícil deixar um sonho para trás, mas o amanhã poderá trazer novas oportunidades. "Uma porta fecha-se, mas abre-se uma nova janela" ;)
      Beijinhos

      Eliminar