Social Icons

Aniversário, uma questão de gostos

31 de janeiro de 2015

Livro Decorate with flowers, uma inspiração. Livro, A year of mornings, manhãs especiais, um livro de fotografia. Livro, Eu Malala, um exemplo. Secret Garden, um livro lindo sobre natureza para colorir. Jarro maravilhoso para encher de flores, na More than Cookies, claro!

Amanhã é o meu aniversário! E estava aqui a pensar o que irei fazer amanhã com uma previsão de tempo, com tanta chuva à vista. O presente perfeito seria pegar na máquina fotográfica e partir para o meio da natureza, mas não dá muito jeito deambular de guarda-chuva e câmara fotográfica! À minha volta, há quem me pergunte o que desejo como presente? A resposta melhor seria a anterior.
Mas voltando aos presentes, do foro mais consumista... há algum tempo que me deixei de preocupar com roupa e acessórios, acho que tenho o suficiente para me vestir bem e sentir-me confortável. Compro algumas peças de vestuário nas estações, mas nada que não me faça falta. Vivo mais essa preocupação com o meu filho e acabo por investir mais nele. Não pensem que entrei numa fase de desmazelo, mas outrora ligava e preocupava-me muito mais com a aparência do que agora. Revistas de moda é coisa que não compro há anos, já uma country living fala-me mais alto. 
Uma das coisas que me faria muita falta seria um computador por exemplo,  mas é algo demasiado caro para se pedir como presente! O meu teclado aos poucos morre e sou obrigada a  recorrer ao copy past de imagens de caracteres, acentos e pontos para escrever de um modo cada vez mais bizarro, onde tenho que copiar um ponto de interrogação cada vez que quero perguntar algo a alguém! Mas para além das roupas, dos sapatos, cremes e revistas de style pessoal, à parte, há algo que gosto cada vez mais, bons livros! Bons livros é relativo, bons para mim não significa que o que eu goste seja o que as outras pessoas gostem. Gosto de artigos para a casa, nomeadamente louças e roupas de cama, enxoval, etc... Gosto de passear na fnac e sair de lá com uma lista [mental] de livros que gostaria de ler/ ter em breve. Um deles seria o da Constança que ainda não adquiri, entre tantos outros... Gosto de me actualizar e saber que afinal o escritor x ou y, tem um livro novo acabadinho de editar! Por falar em obras adoraria ter a obra do Gabriel García Márquez! Saindo dos livros, adorava comprar um cesto de piquenique, pois a minha cesta de verga é enorme e não tão apropriada para os nossos passeios no campo. Lápis para colorir, aguarelas, meadas de fios para bordar [Aqui tenho que agradecer à "Coats Portugal", por ter a sorte de receber sempre presentes tão bonitos na área dos lavores. O último foi este kit espectacular!] são coisas que fazem os meus dias mais felizes. Gosto muito de relógios, mas desde que tenhamos um bom relógio, será certamente um bom companheiro de pulso para a vida. E esta tem sido uma filosofia para tantas outras coisas boas que tenho, felizmente. Casa, saúde e família são os principais presentes que podemos ter. É claro que também gosto de receber os outros presentes, mas para mim chega-me o que acabei de mencionar. E vocês o que gostam de receber como presente de aniversário ou natal? São muito selectivas? Este post é um pouco mais pessoal, mas apeteceu-me partilhar convosco a minha visão.

Rosa

19 de janeiro de 2015

Intrigante e impertinente assim é este jardim! Rosas, apenas rosas. Costumo dizer que de tanto, dar de caras com elas, não há como não gostar. A semana passada esta rosa veio enfeitar uma das minhas jarras, já vinha no seu limiar, aberta, não dava nada por ela e pensei mesmo que no dia seguinte as pétalas se desmanchassem e caíssem. Amanhã faz uma semana que a pus na água. Estou orgulhosa e cheia de sorte, esta rosa é uma autêntica guerreira! De dia para dia parece ganhar beleza e hoje rendi-me e fotografei-a! Não há como ficar indiferente perante a beleza da natureza, de uma flor, de uma rosa. Enamorei-a.

O Pinhal

18 de janeiro de 2015


Sempre que posso aos fins de semana programo passeios ao ar livre com a família. Actualmente, as crianças passam muito tempo na escola, de segunda a sexta, de manhã quase até ao final da tarde, no meu tempo eu tinha escola apenas de manhã e de tarde [excepto no inverno] brincava na rua com as outras crianças que ali moravam. Andava de bicicleta até os meus pais me chamarem para voltar para casa. Hoje não existe mais essa liberdade e se queremos que os nossos filhos andem de bicicleta, ou joguem à bola, ou brinquem na rua, um de nós tem que o acompanhar. É Imperativo nos dia de hoje!
No fim de semana passado pedimos ao Tomás para escolher um amigo ou amiga para fazer um piquenique connosco no pinhal. O Tomás escolheu uma amiga, mas acabamos por levar outra amiga que telefonara para vir brincar. O dia estava fresco, mas a passear aquecemos e depressa esquecemos os casacos. As horas de almoço são óptimas e sem desculpa para estes estes dias de inverno. Os miúdos correram, desenharam mapas imaginários na areia, inventaram tesouros e um lobo que os perseguia, colheram ramos de trevos, mexeram no musgo, apanharam bolotas e encheram os bolsos, viram cogumelos, lancharam e voltaram para o carro com os sapatos cheios de areia! Entreguei todos já de noite, cansados, sujos e felizes. Enquanto passeamos não encontramos ninguém, mesmo na zona de piquenique...!? Confesso que isso me causou alguma estranheza. Na serra é comum [felizmente], mas no pinhal junto à praia, uma zona tão pouco iminente de perigo, onde o solo é plano, onde se pode respirar o ar puro dos pinheiros e do mar, não deveria haver mais pais a passearem com os filhos? Há tantas pinhas no chão, bolotas, bagas, etc... para observar. Existe tanto espaço para correr. Nós vamos repetir!



Malas Outono / Inverno xadrez tipo escocês

15 de janeiro de 2015


No fim de semana passado fomos passear pelo campo e aproveitei para levar as malas que tinha feito para fotografar. São quatro padrões diferentes, alguns deles já conhecidos aqui no blog. Não vejo como recusar a repetir e vender o meu trabalho, se existem potenciais clientes interessados; por essa mesma razão, optei por ter estas malas como um clássico by Deva, ou seja, será um produto continuado, excepto ruptura de stock. Aproveitamos as restantes horas do entardecer para o Tomás correr e brincar, depois de tantos dias a fugir do frio soube bem os últimos raios de sol.

Simple food (73)

12 de janeiro de 2015

Começar o ano no blog com um post de partilha parece-me bem. Há umas semanas atrás vi uma receita que me prendeu a atenção, granola. Costumava fazer imensas vezes esta granola quando morávamos em Azeitão, pois era muito fácil encontrar e comprar os frutos secos no mercado mensal da região. Comprava sempre os frutos secos com casca, pois justificava a diferença de preço. Mas esta granola que fiz no sábado, curiosamente também em Azeitão é muito melhor que a anterior que fazia, pois leva puré de maçã e podem acrescentar no fim bocadinhos de maçã desidratada, foi essa particularidade que me prendeu a atenção. Adoro tudo o que seja receitas com maçãs! Para quem quer começar o Ano de forma mais saudável, esta receita é boa para os pequenos-almoços e lanches. A receita é do blog "Nem acredito que isto é saudável", que também está cheio de boas dicas culinárias. Fiz apenas uma pequena alteração, em vez de passas coloquei coco em lascas desidratado e usei maçã reineta no puré.


Agradeço à Ana o saco doce e carinhoso que entregou ao meu marido com compotas e outras iguarias e à Neuza agradeço as decorações giras que fez para o quarto do Tomás. Obrigada a ambas, gostei muito dos presentes!