Dos dias frios



Nestes últimos dias, que o inverno trouxe até nós o frio de Janeiro eu fiz a escolha de sair para a rua e registar um pouco desses dias mais fresquinhos. Despertador como é hábito para muito cedo, roupa em camadas e as botas hunter, que são umas verdadeiras aliadas para quem mora no campo e não quer andar com os pés encharcados. Depois disto, descongelar a carrinha! Dois baldes com água e o resto acaba por se dissipar pelo caminho... a Ana Simões alertou-me para juntar à água um pouco de vinagre. Obrigada Ana pela dica, que não sabia.

Nascem os primeiros raios de sol, e aqui agradeço o enorme privilegio da vida, da contemplação, da beleza dos meus dias e de tudo e tudo. A carrinha marca - 5º graus. Saio e caminho para não gelar. Estou só, ali no meio de um lugar que naquele momento me pertence, um lugar que existe e que por agora é só meu. O ar é limpo, como a água cristalina. O orvalho da noite transformou a flora da serra em geada e os campos acordam agora tapados sobre um lençol branco que ao nascer do sol se derrete. Senti tanto a falta disto, nos três anos que saímos de Azeitão. Senti tanto, a falta destes momentos, destas escolhas e deste lugar que mora dentro de mim. Grata, por voltar e por estar. Grata também por estar aqui a partilhar convosco as minhas fotografias.

"Mesmo que a vida mude os nossos sentidos
E o mundo nos leve pra longe de nós
E que um dia o tempo pareça perdido
E tudo se desfaça num gesto só

Eu vou guardar cada lugar teu
Atado em mim, a cada lugar meu
E hoje apenas isso me faz acreditar
Que eu vou chegar contigo
Onde só chega quem não tem medo de naufragar"

Mafalda veiga, Cada Lugar Teu

Uma música que em 2013 ouvi e que naquela altura fez todo o sentido para a ouvir inúmeras vezes.

5 comentários

  1. Olá Márcia!!!

    Essa música da Mafalda é tão bonita, adoro-a mesmo!!
    E combina tão bem com estas tuas fotografias e palavras deliciosas. Muito obrigada por as partilhares connosco!
    Beijinho grande*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Catarina gosto imenso da letra da musica. Obrigada pela tua visita :) Beijinhos!

      Eliminar
  2. Tal como a Catarina, também adoro esta canção! E também acho que a letra combina muito bem com as fotografias e as palavras. Tudo muito bonito, envolvente e aconchegante, por incrível que pareça. Adoro o Inverno e adoro que o partilhes assim, desta maneira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O inverno também tem a sua beleza, como todas as outras estações. Nasci em Janeiro, por isso a explicação para gostar tanto do inverno. Bjs Margarida.

      Eliminar
  3. Ai, e que lindos detalhes de frio! Adorei :)
    Um beijinho grande *

    ResponderEliminar

Instagram