Social Icons

A Retomar Caminho

25 de novembro de 2016



Aos poucos estou a retomar caminho. Caminho para onde, perguntam vocês? Justamente para aqui, para o blog e para a Loja. O meu regresso à Azeitão trouxe-me a vontade de voltar a fazer o que gosto, em suma, muito se resume ao que já conhecem no by Deva. Tinha imensas saudades de fazer posts para blog, se bem que os meus posts não são ainda muito regulares, mas mesmo assim prefiro ir com calma. Em mente, tenho alguns projectos já antigos que nunca os pus em prática e que lhes quero dar essa oportunidade, um deles está relacionado com a fotografia, mas esse ficará para 2017! Entretanto a Loja, irá reabrir! Isso mesmo, voltei a sentar-me em frente à maquina de costura sem ficar a olhar para ela! Fazia-me falta voltar a criar. Contudo, confesso que não me sinto muito segura, e que sinto até um pouco de medo neste meu regresso, ao entrar num mundo que cresceu e que me parece gigante face ao pequenino by Deva. Ainda assim... Na Loja, irei ter alguns produtos relacionadas com a natureza, o campo, feitos com elementos naturais recolhidos por mim nos meus passeios, como já fazia com as misturas de ervas das almofadinhas de cereais. Esta coroa de Outono foi feita com bolotas que apanhei no pinhal perto de nossa casa. Vou oferecer-vos a mesma, num passatempo. Em troca peço-vos que me ajudem "a acordar" o by Deva levando-o a conhecer às vossas amigas, família, conhecidos, etc...

O Passatempo desta coroa de Outono realiza-se até ao final do próximo Domingo dia 27. Para participar devem seguir o by Deva no Instagram e no facebook e marcar o nome de três amigas no post do passatempo na página do facebook. O vencedor será seleccionado através do site Random.org  

Boa sorte e bom fim-de-semana!


No bosque dos Trevos

14 de novembro de 2016

Ontem, fomos dar um passeio na serra, a minha ideia era ir ao meu lugar de sempre o "vale encantado", mas a entrada estava fechada, ou antes, a passagem para aquela zona passou a ser proibida, excepto a cavalo! Como não tenho nenhum cavalo, voltei para trás! Ligeiramente de caras, vinha a engenhocar o melhor estratagema de como ir até lá... quando de repente nos cruzámos com uma família a caminhar com uns baldes na mão e percebemos que andavam por ali a apanhar pinhas e cogumelos. Deus é bom, mostrou-nos outro caminho, um novo bosque que desconhecíamos e que lhe passei a chamar de "bosque dos trevos". Novembro, é o mês dos cogumelos. Como não podia deixar de ser encontramos imensos por ali. Apanhei algumas bolotas para mais tarde fazer um trabalho, talvez uma grinalda. O tempo passou, estava quase a escurecer quando nos lembramos de estender a toalha no chão e lanchar o bolo Shrek (bolo de agrião) e o nosso chá de maçã e canela. Esta é altura do ano que mais gosto, para passear no campo. 





Outono na floresta encantada de Mafra

4 de novembro de 2016 2640 Mafra, Portugal




Visitar a Tapada Nacional de Mafra nesta altura do ano é como teletransportar-nos para um mundo  imaginário de contos e fábulas. A Tapada de Mafra é encantadora em todas as alturas do ano, mas o Outono torna-a ainda mais especial e mais bonita! Sobre o chão ao longo dos caminhos havia mantos de folhas secas, caídas e encaracoladas, tapetes prontos a serem pisados por nós que ali passamos. Os muros já se cobrem de musgo fresco, os castanheiros abrem-se e põe a descoberto os seus frutos, as castanhas. Os animais observam-nos de longe, donos do seu habitat, fazem deste lugar o cenário perfeito! Os veados, no seu porte altivo, majestosos e imponentes como se fossem os guardiões da Tapada, os gamos,  amorosos que nos dá vontade de trazer no colo e os javalis e os ouriços-caixeiros e todos os outros  animais que habitam a floresta e que felizmente podemos ter a sorte de os ver e respeitar, neste lugar que é uma das florestas mais bonitas do nosso país! Dentro do meu bolso, escondido levei outro amigo, minúsculo e maroto! Não pagou bilhete de entrada e ainda passou a tarde a esconder-se para que os miúdos o encontrassem. Um menino que adotei com cabeça de veado, que faço questão do passear sempre que vou a uma floresta. Já de noite, no regresso, todos nos divertimos e brincámos, porque sem isto a vida jamais teria piada. 

Bom fim-de-semana a todos!