Social Icons

Saco * Clutch * Verão

29 de junho de 2012






Se tivesse que escolher e me decidir por um só tecido de verão, este seria o meu eleito, o blue sky da Amy butler. Adoro esta simbiose de tons entre o turquesa (a fazer lembrar o mar, a água) e as cores quentes da estação. Saco e clutch ambos disponíveis. (Vendido)

Clutch

27 de junho de 2012



Por hoje dou por terminado todo o trabalho que consegui adiantar ainda de encomendas. Esta é uma clutch a pedido de uma cliente. Espero ter tempo ainda hoje (depois do jogo, pois claro!) para terminar mais uns trabalhos para colocar amanhã na Loja. 

With ♥ {Love}


Andar

26 de junho de 2012


Com saídas para aqui e acolá, festas, visitas e algumas refeições fora de casa, sem planos de alimentação cuidada e  restrita, eis que o peso na balança deu o ar da sua graça! Comprei há dias uns calções mini de algodão e uns novos ténis propositadamente para caminhada/corrida. Vi algumas marcas, mas sinceramente nenhum deles me atraiu. São demasiado coloridos e ofuscam nos pés. Já ia com ideia em algo simples e que de uma maneira ou de outra não tivesse um preço disparatado, então optei pela marca que acompanhou toda a gravidez nos meus pés e que passados cinco anos ainda são os ténis que calço sempre que chego a casa [de inverno]. São super confortáveis e bastante leves. Agora com os modelos novos Shape-ups que nos ajudam a manter em forma e a perder peso. Vamos lá ver...

Perto do Mar

25 de junho de 2012




Na recta final dos mergulhos, da praia, dos dias de sol e dos dias bons passados a três. Preparar agora para cada um seguir o seu ritmo, seguir a rotina dos nossos dias de trabalho. Ele cheio de trabalho com apenas uma mão permitida de férias [que soube a pouco... mas melhor assim, melhor que nada] eu com um mês de férias,  seguidinho sem direito a alterações e escolhas. Os meus dias passaram rápido e as minhas férias [se é que se possam chamar férias] foram passadas em casa, sozinha a maior parte do tempo a coser e a ler. Não foram boas nem más, mas não era isto que eu queria para mim, nem para nós, dias em férias separados...

Praia & Trabalho

21 de junho de 2012


Chegar a casa fazer um lanche fresco e aproveitar o fim de tarde para trabalhar. Encomendas ainda 
em espera para terminar e pacotes para despachar nos correios. Hoje, o quebra cabeças de como conseguir embalar estas sete almofadas dentro de uma só caixa [e + uns outros produtos]? Bom, o certo é que este trabalho ficou deveras bonito e por isso terei que fazer chegar tudo ok ao destino; é só isso que interessa... por agora.

Mais um dia nisto



E prepara-se mais um dia para abalar em direcção ao sul, por entre paisagens verdes de campos de arroz e ninhos de cegonhas que enfeitam postes sem fim de electricidade. Passados vinte/ trinta anos a lembrança desta mesma viagem, com os meus tios e primos todos os verões em direcção ás antigas piscinas de Tróia (que hoje não existem).

Chegar a praia e andar 30 minutos (obrigatório) em passo largo à beira mar e apanhar algumas conchas e búzios no regresso para decorar os castelos de areia do Tomás. De tarde um saltinho rápido ali às piscinas e voltar novamente a casa pela mesma paisagem que nunca cansa.

Pela Praia

20 de junho de 2012

  



Senhores da meteorologia, que tempo é este que me faz sair de casa de manhã, em direcção à praia de casaco vestido e frio nos pés? É ridículo o que vos conto, mas hoje saí de echarpe, sim echarpe, moi-même a caminho da nossa querida plage de echarpe...[acessório que se revelou mais tarde muito útil para prender o cabelo do vento - valha-me isso]. Mais, olhar a água ao longe e temer meter-me dentro dela [eu que detesto areia e gosto sim é de muita água]. E no regresso a casa toma e ouve o que os senhores da rádio ditam: uma vaga de calor a ameaçar os 40ºC para a próxima semana, já! Obrigadinha, Rei dos céus ou lá quem sejas,  por esta tão quente e radiosa semana de praia e férias! Valeu-me a leitura e a companhia do meu espinafre que se fartou de mergulhar e nadar nas águas boas e quentinhas (segundo ele) da nossa Tróia.

Ainda do facebook

18 de junho de 2012

Li há pouco um artigo num blogue sobre o facebook que me deixou a pensar... E com isto quero dizer: com quase quatro anos de posts nesta plataforma (refiro-me ao facebook pessoal), com muitos "amigos" a ultrapassar algumas centenas (repare-se que se trata de uma página de âmbito pessoal, não de trabalho ou marketing e por essa mesma razão acho que são pessoas a mais... mas enfim, mea culpa), deparo-me muitas vezes com alguma falta de segurança / privacidade; é certo que existem os filtros, mas pergunto-vos eu para que me serve ter uma conta quando realmente temos que filtrar o que é trivial do que é realmente importante. Imagino que nem a toda gente lhe interesse assistir a um dialogo entre mim e uma colega ou uma amiga próxima ou um familiar? O que se passa é que, ou criamos uma nova conta onde existem amizades reais e de confiança ou habilitamos-nos a filtrar as fotografias, os pensamentos, etc... E depois acrescentar um outro pormenor, como se apaga uma conta pessoal tendo uma página agregada à mesma e da qual não queremos tirar mão? Já alguém por acaso passou por isto? Gostaria de saber a vossa opinião em relação à privacidade e ao ter ou não ter conta pessoal? Podem enviar a vossa opinião para o meu e-mail: mail.bydeva@gmail.com

Cerejas




Aprendi com a minha sogra a fazer compota e geleia de cereja. As cerejas foram colhidas antes de amadurecerem e antes que os melros comessem toda a cerejeira! Para oito quilos de cerejas (já descaroçadas) usamos cerca de três quilos e meio de açúcar, água e dois paus de canela. É feito o ponto pérola e só depois adicionamos a fruta. No dia seguinte, só depois de verificar se a consistência ficou no ponto, então é enfrascado o doce e a geleia. É óptimo para acompanhar torradas ao pequeno almoço ou adoçar o yogurte natural.

Projectos

10 de junho de 2012


Para além dos workshops estou já a pensar em novos projectos, aproveitar os recursos daquilo que sei fazer, acreditar {sobretudo o mais importante} e através disto criar meios para o meu trabalho ser mais verdadeiro e mais gratificante. Mesmo não tendo nenhuma formação em fotografia sinto-me apta para aceitar alguns desafios, nesta matéria. Este mês é o mês ideal para por a prova esta ideia que começa agora a ganhar forma. Com algumas festas pelo caminho e na próxima semana a casa cheia de convidados para os anos do meu pequeno príncipe - um verdadeiro teste ás minhas capacidades fotográficas para depois decidir se hei-de ou não avançar com esse tal projecto.

Almofada Vintage

6 de junho de 2012






Inspirada nos trabalhos da Dottie Angel, da Claire, da Rose entre tantas outras boas crafters decidi abrir a gaveta das rendas e pegar em alguns tecidos que a minha mãe me comprou em feiras de velharias e fazer uma almofada com materiais usados. Escolhi um tecido de lençol em tons de azul e cinza pálido (parece uma aguarela) e outro de flanela azul mais forte para contrastar, ao redor coloquei uma renda branca. Gostei do resultado. Penso fazer mais almofada assim deste género. Esta está disponível para quem quiser.

Capa

{Mais uma encomenda finalizada}

Uma cliente pediu-me que lhe fizesse uma capa para o seu laptop. Decidi criar uma bolsa tipo a do iPad, mas  desta vez optei por retirar a parte superior e não a fechar totalmente [ficar tipo meia]; o botão veio dar mais sustentabilidade. O interior foi forrado a feltro, para maior protecção do equipamento. Para mais informações ou encomendas similares a esta pode escrever para: mail.bydeva@gmail.com




4 de junho de 2012

Vou fazer uma pequena pausa de dois dias no site/blogue para colocar as encomendas que ainda tenho para concluir respectivamente ao mês de Maio. No entanto continuo aceitar trabalho. As pessoas interessadas em fazer novos pedidos by Deva poderão escrever-me para o meu e-mail: mail.bydeva@gmail.com

Muito obrigada a todos(as) pela vossa compreensão!
Tenham uma óptima semana*

Para os mais Pequenos







Quando vi estes tecidos não resisti a comprá-los! O verde quase verde alface e o azul de um turquesa tão bonito, como o mar. Resolvi fazer duas lancheiras, ambas com cordão para colocar nas costas (tipo mochila). São espaçosas e dão perfeitamente para arrumar um lanche (não são térmicas). Podem ser usadas por meninos e meninas do 1 aos 4 anos.

As almofadas são vendidas com enchimento anti-alérgico.
Ambos os produtos vão estar disponíveis na Loja.

Pessoas como Nós (2)

1 de junho de 2012




Tal como a Concha, a Margarida também escolheu viver num dos lugares mais bonitos da nossa Europa, o campo inglês. Após ter concluído o doutoramento e ter ganho uma bolsa pela fundação para a Ciência e tecnologia, a Margarida viu o seu sonho e a sua carreira tomar rumo nas terras de sua majestade. Hoje a Margarida trabalha como investigadora na faculdade de Bristol. Admiro imenso «pessoas como nós» que se propõem a arriscar desafios e vivências em outros países , longe da família, dos amigos, de casa, do que lhes é tão familiar e peculiar. Gosto de gente que leva isto a sério, que parte em busca de um sonho, de um futuro maior e melhor. A Margarida, teve o seu primeiro filho recentemente em Inglaterra. Hoje, divide o seu tempo livre entre os cuidados de um bebé pequeno e os seus crafts, nomeadamente  os seus bonecos engraçados - de nome Kumpel (signif. amigo, companheiro). Podem visitar a loja da Margarida aqui e ver os bonecos que falei anteriormente e as suas pregadeiras em feltro. 
Agora vamos conhecer as respostas que a Margarida deu ao desafio que lhe propus:

Quais os teus hobbies preferidos?
Tenho um bebé pequeno e por isso o tempo livre é muito reduzido. Mas gosto muito de ler, passear, costurar, conversar, tricotar, fotografar… ah se eu pudesse esticar o tempo!

O que te levou a criar um blogue?
Queria partilhar as peças que fazia, queria saber o que as pessoas pensavam. Além disso, desde pequenina sempre gostei de escrever, por isso um blog pareceu-me uma boa ideia.
Se tivesses que juntar duas bloggers nacionais para um jantar temático quais seriam as tuas convidadas?
Juntava a Constança do Saídos da Concha e a Márcia, do By Deva. Acho que têm alguns interesses em comum e por isso poderiam ter uma conversa sobre um estilo de vida simples, a vida no campo, entre outros tópicos.
Quais os teus blogues preferidos nacionais?
Leio muitos blogues diariamente e é-me difícil eleger os preferidos. Mas acompanho com muito interesse o Saídos da Concha, o Tempo e o Deserto e o By Deva.


E internacionais?
Dear Baby, Não me mande flores e A Beautiful Mess.


Que opinião tens em relação aos workshops de costura?
Gosto muito de aprender novas técnicas e aperfeiçoar o que já sei, por isso acho os workshops uma excelente ideia.


Como surgiu o teu trabalho na área do artesanato?
Completamente por acaso. Em 2006 decidi fazer umas pregadeiras para mim, para complementar as minhas roupas e as minhas amigas gostaram tanto que começaram a pedir-me para lhes fazer pregadeiras! Tomei-lhe o gosto e comecei a aventurar-me noutras peças.


O nome do teu projeto deve-se a…?
É uma história gira… há uns anos atrás passava na televisão um anúncio em que um carro era conduzido pelo Cocas, o sapo. A versão original é falada em alemão e o Cocas após travar, apita e grita “Ei!! Kumpel”. Quando vimos (eu + sergio) esta versão do anúncio ficámos deliciados com a expressão. Foi memorável e tão engraçado que começámos a chamar Ei! Kumpel um ao outro. Hoje temos um filho, que é o nosso mini-kumpel! Kumpel é a palavra alemã para amigo ou companheiro. Na hora de escolher o nome da loja foi fácil: Ei! Kumpel. (O anúncio pode ser visto aqui: http://www.youtube.com/watch?v=MoegebCYCpE)


De onde vem a inspiração para os teus trabalhos?
De muitos sítios: da natureza, dos livros, revistas e sites/blogs que visito. Inspiro-me muito na vida em geral, na felicidade em particular. Tento que as minhas peças levem alegria à vida de quem com elas fica. 


Muitas pessoas dizem que é difícil senão impossível viver só do artesanato em termos monetários. O que pensas em relação a este assunto?
Penso que é uma vida complicada mas de grande satisfação. Monetariamente é difícil cobrarmos um preço justo, já que uma peça demora muitas horas a fazer. E muitas pessoas não valorizam as peças feitas à mão…


Se tivesses que levar um único livro numa viagem longa, que livro seria?
Se a viagem fosse longa iria provavelmente aproveitar para ler um livro que ainda não tenha lido! Talvez um do Eça de Queirós ou do Paul Auster, estilos muito diferentes mas dos quais gosto muito. Ou então aproveitava para reler "Os Maias", recentemente ofereci esse livro a uma amiga Inglesa e ela adorou o livro e o entusiasmo dela fez-me querer voltar a lê-lo.


Se essa viagem longa fosse de livre escolha, qual seria o destino?
Havai. Mas também gostava muito de explorar a India e o Vietname.


Qual seria para ti o melhor desafio?
O maior desafio na vida? Educar o meu filho para que se torne num homem confiante, seguro, bondoso e honesto. E feliz, muito feliz!


Qual a tua cor de eleição?
Esta é fácil, vermelho! Embora quando chega a hora de comprar tenha mais tendência a comprar coisas azuis e brancas.


O melhor filme?
A vida é bela, de Roberto Benigni.
Personalidade?
A minha? Forte, mas pouco dada a conflitos. Tento ser uma pessoa serena e grata pelas pequenas coisas boas da vida. Se a pergunta é quem é a personalidade que admiro, respondo que sou pouco dada a admirar pessoas que não conheço pessoalmente, mas tenho uma estima especial pela Audrey Hepburn.


Objeto preferido?
Provavelmente o meu computador, já que passamos tantas horas juntos!