O meu caminho é este e o vosso?

Há dois meses que não escrevia no blog! Mas, não faz mal. É bom lembrar que este blog será sempre um espaço Vivo, ainda que com alguns períodos de interrupção pelo meio. A vida também é assim, uns dias andamos mais motivados e outros dias nem por isso. De qualquer modo podem sempre seguir-me no Instagram, nessa rede social consigo ser um pouco mais assídua nos meus posts.

Hoje volto aqui, para vos contar este meu retorno ao caminho da fé. Sempre fui muito interessada pelo universo das religiões! Tenho vários livros que fui comprando ao longo dos anos sobre religiões e sua filosofia, alguns dos meus livros preferidos são a "bondade do coração" e o "livro tibetano da vida e da morte". Para mim a melhor religião é aquela em que praticamos o Bem! 

Em criança fiz a catequese até à primeira comunhão. Gostava imenso daqueles sábados na Igreja. Desde miúda sempre acompanhei a minha mãe nas excursões a Fátima e desde menina que sou muito devota da Nossa Senhora. Já em adulta nunca fui aquela católica praticante. Queria viver e  perceber tudo e então andava numa roda viva entre seminários de budismo, retiros de reiki, meditação e palestras sobre temas que gostasse. Mas, a cada ano senti sempre a necessidade de ir a Fátima. Mantive mais ou menos esta minha peregrinação interior até mesmo depois de casar, nas nossas idas ao Porto, Fátima era sempre uma paragem obrigatória. Depois, na altura com a chegada do meu bebé e com tantas outras coisas novas que aconteciam, perdi-me. 

Neste decorrer de tempo, acho que a Igreja mudou. Eu mudei. Fiquei mais moderada, mas ainda sofro   com aqueles picos de querer fazer sempre coisas novas e descobrir caminhos que me fascinem e deixar para trás o que já não interessa. Disciplina é algo que me falta! Porque deixo tudo a meio.

Mas dizia eu, que algo mudou. Hoje a Igreja é uma Igreja mais alegre e mais aberta. Hoje encontramos a palavra de Jesus, no youtube em vários canais católicos, na caligrafia e na pintura, na fotografia, no Pinterest, etc... Hoje eu vou à missa todos os sábados e não olho para o relógio a pensar quando é que a homilia acaba! O meu marido vai comigo e o Tomás também, porque é escuteiro.  Lá sinto-me bem e fico a contar os dias para a próxima semana! Tenho em conta que os párocos também em muito ajudam, o Pe. daqui não poderia ser melhor! Mas para mim a melhor religião é aquele em que praticamos o Bem! 

Em casa no dia-a-dia tenho algumas rotinas. Durante a manhã leio o evangelho. Este que uso é específico para as nossas paróquias de Azeitão, mas creio que existem para todas. Também costumo ouvir alguns podcasts enquanto arrumo a casa e faço outras coisas, mas sobre isso falamos mais tarde. Costumo ler a Biblía, mas ainda não achei nenhum plano que me interessasse. Se souberem de alguns podem partilhar. Gostava de não andar a saltar do AT para o NT. A minha bíblia não me permite tomar grandes notas, porque não tem muito espaço para escrever, por isso estou a pensar comprar uma nova. Gostava que cá em Portugal houvesse algumas comunidades para mulheres que se juntam e estudam a Bíblia online, como o "She Reads the Truth" ou o "Pursuit" que vos falei aqui. Se souberem de algo semelhante também podem partilhar comigo. Ou se alguém se quiser juntar e fazermos um grupo também é viável! Agora ando muito entretida a ler alguns provérbios, que são autênticas lições de vida! Há muito para aprender e estamos mesmo cá para isso.

O post termina com uma fotografia que em nada tem a ver com o post. É o meu gato Ice, num momento de alongamento e relaxamento :)



8 comentários

  1. Achei interessante dizeres que vais à missa ao sábado. Eu sou Adventista do Sétimo Dia desde que nasci e esse é o dia santo que guardamos para descansar da vida quotidiana, ir à igreja, estar com a família como está nos 10 Mandamentos. Não partilho das crenças da ireja católica, mas creio que Deus orienta todos os que O buscam em sinceridade. O Espírito Santo trabalha no coração de cada pessoa sincera e acho louvável o tempo que passas em comunhão com a Palavra. É retemperador. Faz-nos felizes, gratos e dá-nos alento para a vida. ♥ Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Ando à procura de uma bíblia de uma só coluna e vi essa: Onde compraste? Não consigo arranjar nas minhas livrarias habituais. Os planos de leitura da bíblia, como já publiquei no meu blogue ler-prazer-ler.blogspot.pt, podem ser vários, mas eu acho que um curso de estudo da bíblia é uma boa opção. Podes aceder por lá a uns links ou se quiseres posso enviar-te um pequeno estudo em papel. Gosto de quem gosta de ler a bíblia, porque eu gosto muito. Sou Cristã Adventista do Sétimo Dia e tudo o que tenha a ver com a Palavra de Deus, fala-me fundo. Ainda bem que voltaste a este cantinho que eu gosto muito!!

    ResponderEliminar
  3. Eu tal como tu fui criada para ser católica, fui batizada e fiz a primeira comunhão! Zanguei-me com Jesus quando os meus pais se divorciaram, fiz as pazes pouco antes de casar, percebi que tudo fazia parte de um plano... Acredito como tu no bem! Acredito que Deus tem um plano para todos nós! Acredito no amor! Vou à missa todos os sábados, adoro ouvir o nosso padre, às vezes sinto que ele está a falar para mim... E a música enche o meu coração, canto com alegria a missa toda, cantamos no regresso a casa, cantamos em viagem, estamos sempre a cantar as músicas da igreja, adoro... Sinto-me perto Dele quando canto. Pertenço ao coro das mães. Comecei a ler a Bíblia por necessidade de conhecimento, não sigo nenhum plano, vou lendo sempre que posso. Comecei pelo princípio, para mim é mais fácil. É engraçado que a maturidade trouxe-me muita coisa boa, sinto Deus em toda a parte, vejo-o nas flores, na chuva, nos animais, aprendi a ver melhor... Porque Ele está em toda a parte... Beijinho e obrigada por este post estou nesse grupo se o formares.

    ResponderEliminar
  4. Olá, eu também estou nesse grupo!
    Comecei a minha caminhada do zero (pois em criança nunca frequentei nenhuma igreja) aquando do nascimento da minha primeira filha e graças a Deus e a Maria... tudo ganhou um novo (verdadeiro) sentido na minha vida!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Que bonito testemunho, Márcia. Acredito que a nossa fé é uma graça mas também uma escolha. Há quem diga que os que acreditam em Deus têm a vida facilitada mas nós bem sabemos que nem sempre é assim: às vezes é tão mais confortável não acreditar.. Por isso gostei de saber que vais à Santa Missa em família e que estás integrada numa comunidade, é a Igreja que nos dá ânimo quando a nossa fé é posta à prova, é a comunidade que é a nossa rede, são tantas vezes os testemunhos dos que caminham no mesmo sentido que nós que vivificam a nossa esperança.
    Relativamente à leitura da Palavra, mais do que ler a Bíblia de uma ponta à outra, acho que é a meditação na Palavra que é mais relevante. Não sei se já ouviste falar em "lectio divina"? É um método de leitura da Bíblia em vários passos. Simplificando, começamos por ler uma passagem bíblica, depois tentamos contextualizar essa passagem (quem eram os personagens, o que aconteceu naquele tempo histórico, etc), depois pensamos em que é que aquelas palavras são relevantes para nós, hoje, já não num tempo histórico mas hoje, na nossa vida. O método completo tem 8 passos, mas há online recursos com as várias meditações já compiladas (no portal cristo jovem e nos dehonianos - a congregação do nosso bispo). Fica a sugestão :) Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Eu sempre fui católica praticante. En adolescente fui catequista e desde muito miúda fui escuteira (anos). Quando o meu filho mais velho nasceu ausentei-me um pouco... Depois com 2... O mais velho começou este ano a catequese... Em Palmela. Somos vizinhas... Ele adora e nós regressamos... Ao Domingo antes da missa, de 15 em 15 dias, e enquanto is meninos estão na catequese os pais juntam_se para falar e analisar vários temas/ evangelhos...

    Aqui são muito ativos. . Tem sido muito bom
    BJ
    Carmen

    ResponderEliminar
  7. Olá.
    Não conhecia estas comunidades que falas, mas achei muito interessante e vou procurar. Também gostei da ideia de uma comunidade de mulheres, se quiserem avançar, podem contar comigo. Eu utilizo muito a app da "Passo a Rezar" e gosto muito! Conheces?
    Eu fui educada como católica, fiz catequese, 1ªComunhão, Comunhão solene, Crisma/ Confirmação e fiz parte de um grupo de jovens católicos "Convivas Fraternos". Entre a ida para a Universidade e o início da vida activa, fui afastando-me um pouco. Depois saí do país e então é que fiquei uns tempos valentes sem ir à missa...Quando regressei a Portugal, regressaram também velhas necessidades.
    Todos os dias passam à minha porta dezenas de pessoas a caminho de Santiago, e muitas ficam cá hospedadas...é inspirador conversar com elas e perceber o que as leva a caminhar.
    O que eu sinto mais falta é efectivamente dos momentos de reflexão dos tempos de Conviva e também sinto que a minha catequese fui muito na base do "decorar" e não do aprender mais sobre a nossa religião e sobre a Bíblia.
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  8. Adorei seu Blog, suas fotos e estou passeando e lendo seus posts, parabéns! Temos em comum o gosto de ler Provérbios, sempre retiro de lá um pensamento diário para refletir!
    Beijos
    CamomilaRosa

    ResponderEliminar

Instagram