O Pinhal


Sempre que posso aos fins de semana programo passeios ao ar livre com a família. Actualmente, as crianças passam muito tempo na escola, de segunda a sexta, de manhã quase até ao final da tarde, no meu tempo eu tinha escola apenas de manhã e de tarde [excepto no inverno] brincava na rua com as outras crianças que ali moravam. Andava de bicicleta até os meus pais me chamarem para voltar para casa. Hoje não existe mais essa liberdade e se queremos que os nossos filhos andem de bicicleta, ou joguem à bola, ou brinquem na rua, um de nós tem que o acompanhar. É Imperativo nos dia de hoje!
No fim de semana passado pedimos ao Tomás para escolher um amigo ou amiga para fazer um piquenique connosco no pinhal. O Tomás escolheu uma amiga, mas acabamos por levar outra amiga que telefonara para vir brincar. O dia estava fresco, mas a passear aquecemos e depressa esquecemos os casacos. As horas de almoço são óptimas e sem desculpa para estes estes dias de inverno. Os miúdos correram, desenharam mapas imaginários na areia, inventaram tesouros e um lobo que os perseguia, colheram ramos de trevos, mexeram no musgo, apanharam bolotas e encheram os bolsos, viram cogumelos, lancharam e voltaram para o carro com os sapatos cheios de areia! Entreguei todos já de noite, cansados, sujos e felizes. Enquanto passeamos não encontramos ninguém, mesmo na zona de piquenique...!? Confesso que isso me causou alguma estranheza. Na serra é comum [felizmente], mas no pinhal junto à praia, uma zona tão pouco iminente de perigo, onde o solo é plano, onde se pode respirar o ar puro dos pinheiros e do mar, não deveria haver mais pais a passearem com os filhos? Há tantas pinhas no chão, bolotas, bagas, etc... para observar. Existe tanto espaço para correr. Nós vamos repetir!



11 comentários

  1. Tão bom! De facto o que dizes é verdade, as crianças de hoje em dia não têm de todo a liberdade e o tempo que nós tínhamos na idade delas ... é triste...
    Compete-nos a nós proporcionar-lhes esse tempo e esse espaço ao ar livre que tanta falta lhes faz!
    Aqui por casa começamos o ano com um lindo passeio a uma aldeia abandonada e em breve tencionamos fazer outros :)
    Bom domingo e bons passeios!

    ResponderEliminar
  2. Tão bom ver crianças a brincar assim. Coisa rara hoje em dia. E tenho mesmo muita pena que assim seja. Também tento sair com o meu para viver a natureza.

    Bjs (adoro o blog)
    Anabela

    ResponderEliminar
  3. Deste-me vontade de sair mesmo agora de casa e ir almoçar lá fora! Aii piqueniques, adoro-os. Ainda esta semana estive a limpar uma mata com o meu pai, numa serra aqui perto de casa e recordamos quando ele me levava lá e dos piqueniques que fazíamos lá, das lições para andar de bicicleta ao redor dos eucaliptos e das primeiras lições de andar de carro nas estradas secretas. São essas memórias que me acalentam o coração e sabes que mais? Quero criar tantas mais. Não há nada como viver em Natureza. (e as tuas fotos são sempre tão lindas!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mariana, que tal passear na mata na hora do almoço, desde que não chova é aproveitar! Caso contrário levamos o inverno em casa...

      Eliminar
  4. lindas imagens, pena que com este frio, não posso sair à rua e muito menos no pinhal, mas , se Deus quiser, assim que ficar boa e esquentar, farei um passeio desses...aliás já fiz alguns e amei...O meu cãozinho corria louco por entre as árvores...beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Filomena, não tarda e a primavera está aí

      Eliminar
  5. Como é possível esse sítio tão bonito estar vazio??!!!!
    Eu adoro passeios em sítios assim e sempre que posso lá vou eu.
    Acho que fazes muito bem em aproveitar os fim de semanas para passear ao ar livre com a família. E o teu filhote e os amigos dele são uns sortudos por ter quem lhes proporcione momentos como esses!
    Beijinho enorme

    ResponderEliminar
  6. Gostava de saber onde fica este pinhal lindo! posso?
    Obrigada Ana Santos

    ResponderEliminar

Instagram