Sobre o Halloween, cá em Casa e o aproveitamento da Abóbora!

A escola do T. pediu a todos os meninos que levassem hoje uma abóbora para brincar ao Holloween. Se querem que vos diga, não acho grande piada a esta nova moda de se brincar ao Holloween em Portugal. Que me lembre, nunca foi tradição brincar às bruxas no nosso país, pelo menos no meu tempo. Mas se eles ficam felizes por isso [os nossos filhos] há que ceder... O pai tratou da abóbora eu encarreguei-me dos TPC`s. Quando olhei e a vi pronta disse: Que feia! Ambos amuaram exclamando em uníssono que estava LINDA! E hoje, lá a levei debaixo do braço! 


A parte boa de comprar uma abóbora [comprar soa-me tão estranho, sempre as tive dadas pelos vizinhos em Azeitão], para este fim, é tentar aproveitar ao máximo o interior. Com algum do miolo que se conseguiu retirar de dentro fiz um creme de abóbora e gengibre, umas bolachas de milho com queijo parmesan e tomilho, as sementes torrei com especiarias [açafrão sal e pimenta]. 




Tudo se aproveitou e hoje o jantar surpresa, é de Halloween!


As Receitas

Creme de Abóbora:

Cozer abóbora, duas fatias de gengibre, um chuchu, uma courgette e uma cebola. Azeite e sal. 
Guarnecer com queijo da ilha e sementes torradas de abóbora.

Sementes de abóbora crocantes:

Lavar as sementes e enxugar. Colocar num tabuleiro forrado com folha de alumínio ou vegetal. Temperar as sementes com azeite, flor de sal, pimenta e açafrão. Ir mexendo com ajuda de uma espátula até ficarem torradas

Bolachas de Abóbora e Milho:

Não sei muito bem as porções de farinhas que usei, pois foi mesmo a olho.
Farinha de milho integral, farinha de aveia sem glúten, meio copo de leite, um yogurte natural magro, 2 colheres de sopa de margarina derretida, 2 cs de queijo parmesan, tomilho, sal.

[Devo dizer que estas bolachas recheadas com queijo creme ficam deliciosas!]

10 comentários

  1. Adorei a forma como conseguiste aproveitar tudo, excelentes ideias. E não imaginas o que me ri, quando vi a foto da abóbora ;)
    bjs Márcia

    ResponderEliminar
  2. pois está horrível! Aquela cabeleira é qualquer coisa...

    ResponderEliminar
  3. Também me ri, quando vi a abóbora, não que a ache feia, mas sim por causa da cabeleira. Adorei o que fizeste com o recheio da dita. Por cá tb vai haver sopa de abóbora e talvez algumas mumias e treats, enfim temos que os fazer felizes. Também não é uma das minhas épocas favoritas, mas por aqui ainda se vai "ao Pão por Deus", no dia 1 de Novembro.

    Ligia
    :)

    ResponderEliminar
  4. O meu pai fazia-me estas abóboras quando eu era miúda e o meu filho anda a pedir-me uma para a festa do "ailôin" que vamos fazer cá em casa. É muito difícil descascar a abóbora? Tenho de ir comprar uma...

    ResponderEliminar
  5. Um Halloween com tanto aproveitamento até sabe melhor!!! (PS - sim, eu também odeio o Halloween)

    ResponderEliminar
  6. Uma coisa é certa, a abóbora estar feia significa que cumpriu o seu propósito! Não podia ser linda, tem mesmo que ser assustadora!

    Eu também não aprecio nada esta importação de datas americanizadas à nossa realidade...

    Quanto ao ingrediente abóbora, cada vez mais o aprecio e incluo na minha alimentação. Tanto dá para doces como para salgados e estas são boas sugestões ;)

    ResponderEliminar
  7. Também não acho nada piada a esta festa, não me diz nada! E de facto em criança só me lembro do dia 1 de Novembro porque se reunia a família num lanche depois da visita aos cemitérios...

    ResponderEliminar
  8. Acho que aquelas bolachas com o queijo creme vingaram o que foi feito à abóbora :)
    Por aqui também brinco ao Halloween http://wp.me/p38FZJ-9I

    Love, S.

    ResponderEliminar
  9. O Halloween também não me diz nada. Já não ser acordadada às 9h da manhã num feriado a pedirem-me "Pão por Deus", vai deixar saudades... a sério! E os meus filhos andam a convencer-me que o peditório passa para o sábado uma vez que o feriado acabou. Vamos ver...
    Mas gostei da abóbora! Feia como uma bruxa deve ser! E que aproveitamentos deliciosos!

    ResponderEliminar
  10. Também acho que ficou super gira. E o melhor são as receitas: nada se crie, nada se perde, tudo se transforma :)

    ResponderEliminar