Social Icons

Sobre o Halloween, cá em Casa e o aproveitamento da Abóbora!

30 de outubro de 2013

A escola do T. pediu a todos os meninos que levassem hoje uma abóbora para brincar ao Holloween. Se querem que vos diga, não acho grande piada a esta nova moda de se brincar ao Holloween em Portugal. Que me lembre, nunca foi tradição brincar às bruxas no nosso país, pelo menos no meu tempo. Mas se eles ficam felizes por isso [os nossos filhos] há que ceder... O pai tratou da abóbora eu encarreguei-me dos TPC`s. Quando olhei e a vi pronta disse: Que feia! Ambos amuaram exclamando em uníssono que estava LINDA! E hoje, lá a levei debaixo do braço! 


A parte boa de comprar uma abóbora [comprar soa-me tão estranho, sempre as tive dadas pelos vizinhos em Azeitão], para este fim, é tentar aproveitar ao máximo o interior. Com algum do miolo que se conseguiu retirar de dentro fiz um creme de abóbora e gengibre, umas bolachas de milho com queijo parmesan e tomilho, as sementes torrei com especiarias [açafrão sal e pimenta]. 




Tudo se aproveitou e hoje o jantar surpresa, é de Halloween!


As Receitas

Creme de Abóbora:

Cozer abóbora, duas fatias de gengibre, um chuchu, uma courgette e uma cebola. Azeite e sal. 
Guarnecer com queijo da ilha e sementes torradas de abóbora.

Sementes de abóbora crocantes:

Lavar as sementes e enxugar. Colocar num tabuleiro forrado com folha de alumínio ou vegetal. Temperar as sementes com azeite, flor de sal, pimenta e açafrão. Ir mexendo com ajuda de uma espátula até ficarem torradas

Bolachas de Abóbora e Milho:

Não sei muito bem as porções de farinhas que usei, pois foi mesmo a olho.
Farinha de milho integral, farinha de aveia sem glúten, meio copo de leite, um yogurte natural magro, 2 colheres de sopa de margarina derretida, 2 cs de queijo parmesan, tomilho, sal.

[Devo dizer que estas bolachas recheadas com queijo creme ficam deliciosas!]

Na minha Mesa

28 de outubro de 2013



Hoje  mostro-vos a minha mesa de trabalho. É a partir daqui que me organizo, que vejo os e-mails, a loja, o blog e a página do fb. 



Ouço quase sempre rádio no pc, ou as playlists preferidas que tenho no iPod. Por perto tenho sempre, mas sempre algo para beber, café ou chá, e umas agenda e blocos à mão para tomar notas de coisas que vou vendo na Internet. 


Claro que tudo isto não se resume em nada a uma secretária de quem trabalha a séria, mas dentro dos possíveis é assim que me organizo e vou gerindo ou não o meu dia-a-dia.


Este candeeiro adoro-o, foi a minha avó paterna que me deu ainda em vida... o sapo - principie - é um afia lápis, e trouxe-o na nossa viagem a Amesterdão


O meu mais recente objecto que faz parte da minha mesa, é o cogumelo! Que vêem na imagem. Para quem gosta de cogumelos em forma de boneco, este saiu a semana passada no meu Happy Meal

Novos Quadros!

24 de outubro de 2013

Estas molduras fizeram parte da parede do nosso quarto em Azeitão. Quando nos mudamos para esta casa as molduras estavam boas para deitar ao lixo. Cheias de bolor na parte detrás (devido a problemas de humidade) também estavam fora de esquadria, dando lugar a quadros todos tortos. Decidi dar-lhes uma nova vida. Escovei todo o verde do bolor, com pó talco e coloquei-as dois dias ao sol na rua. Endireitei-as com a ajuda de alguns parafusos até irem ao lugar. Depois foi só esconder a parte feia do pass partout e substituir as estampas por tecidos. Coloquei-as de novo na parede, desta vez no atelier. 



Quero um Robot!

23 de outubro de 2013

Imagem aqui

É isso mesmo, quero um robot de cozinha para este natal!
Todos os anos penso em pedir uma demonstração da bimby cá a casa, mas na verdade estas coisas a pronto são caras e a prestações são uma imensidão de tempo para pagar, depois há sempre outras prioridades... Conheço algumas pessoas que têm bimby assim como quem tem um biblot decorativo de cozinha. Não dão uso, não criam receitas, mas não se desfazem da sua rica bimby. Digam-me lá, quem tem bimby, yammi ou outro robot de cozinha, se usam regularmente, se as receitas ficam mesmo boas e saborosas, se de facto vos dá imenso jeito e auxilio na cozinha, ou se não passa de um capricho que posteriormente acabam por não usar. Quero saber tudo!

Terrine de Quinoa e Abacate




Preparar almoços simples, naturais, macrobióticos ou vegetarianos, são sem dúvida as minha refeições preferidas. Faço isto sempre que estou sozinha em casa, para mim, pois nem sempre o resto da família gosta destas coisas estranhas. Um dos alimentos que mais uso como acompanhamento de outros pratos é a quinoa, aquele alimento minúsculo e rico que os aztecas descobriram. O outro, nas saladas ou mesmo sozinho, é o abacate, que até faz bem ao coração. Um motivo maior para gostar ainda mais de abacate. Lá fora tenho a sorte de ter um abacateiro e poder arrancar da árvore este poderoso alimento cheio de antioxidantes. Cá em casa ninguém gosta, nem come, uns esquisitos! A terrine de quinoa que fiz para o almoço é muito fácil de preparar:

Quinoa

Misturei vermelha e branca. Usei como medida uma chávena de chá. Lavar sempre a quinoa.
Cozer 1 para 2. Usei um copo de água e outro de molho de tomate e mangericão [tenho sempre doses congeladas deste molho]. 10 minutos.

Abacate

Cortar o abacate aos quadrados [quanto mais pequeno melhor] e temperar com sal, pimenta a gosto e azeite. Coloquei pevides de abóbora e mexi tudo com uma colher. 

Montagem

usar uma forma de plástico de fazer hamburguers ou um aro metálico. Com cuidado colocar a salada de abacate por cima da quinoa. Terminei com queijo creme magro e pasta de abacate [guacamole].

Particularidades, simples.

21 de outubro de 2013





Há dias que reparo no lixo que a figueira faz desde a chegada do Outono. Está completamente despida de folhas e figos, nua perante o frio e chuva que o inverno há-de trazer. O chão coberto de um manto de folhas secas e encaracoladas. E, apenas um figo verde contrasta sozinho no meio dos tons de Outono. Uma estação recém chegada que espantou e levou para longe todos os pássaros que nela posavam e a fruta que abundou nos nossos pratos. 

Como é bom acompanhar e olhar a natureza de perto. Poder reparar nos detalhes, fotografa-los e imortaliza-los. E por momentos ficar imensamente feliz por isto.

Bolsas para Iphone

18 de outubro de 2013


Depois de ter experimentado fazer uma bolsa para o meu telemóvel, decidi fazer algumas também para a Loja. O interior das bolsas é feito em feltro de lã, para não permitir riscar e proteger o aparelho. O fecho é em pele, como as malas que costumo fazer. Estas bolsas de iPhone podem ser lavadas na máquina (excepto a pele), pois a minha capa já foi lavada inúmeras vezes e sobrevive impecavelmente. + Info. na Loja.

Almofada ♥

17 de outubro de 2013


Uma almofada um pouco diferente, pronta para entrega.
+ Info na Loja.

Hall

16 de outubro de 2013



Sabem aqueles móveis que se vendem no Ikea (por exemplo), para pôr à entrada de casa, para arrumar o que trazemos vestido e calçado da rua? Adoro! Ficam bem num hall ou corredor e minimizam todo o lixo trazido da rua. Como não são baratos, optei por inventar algo para colocar ali à porta. Trouxe o nosso banco de jardim [este] para dentro de casa e assim até lhe dou mais uns anos de vida sem estar ao abrigo da chuva. É óptimo para nos podermos sentar e trocar o calçado da rua pelo de casa. Todo o calçado passou a ser arrumado não dentro de um módulo novo Ikea, mas sim dentro da antiga cesta de lenha. É grande o suficiente para albergar todos os sapatos e ainda serve para o gato fazer a sesta. Do lado oposto, coloquei o bengaleiro que tínhamos para os casacos e malas. Este recanto ficou a custo zero e é hoje paragem obrigatória para quem vem da rua (excepto visitas, porque parece mal sentar as pessoas e ver-lhes as peúgas!). 

Things I Love on Tuesday (14)

15 de outubro de 2013




Créditos de Imagens [ 1 - Flickr Brian 2 -  Flickr 3 - Flickr Marthe Berit 4 - Panoramio 5 - Flickr Annelivia 6 - Flickr Brian ]

Things I LoveCá por casa temos ambos o mesmo sonho, de um dia vir a construir uma casa, como a dos três porquinhos, em madeira. São casas a meu ver mais atraentes, mais ecológicas, mais económicas e mais rápidas de construir. No Exterior têm grandes janelas e normalmente são de ripas que se sobrepõem. Do interior dizem que são confortáveis e que têm um bom isolamento. Prova em contrário e, a maioria dos países frios não usaria este tipo de arquitectura. 

Há uns anos atrás uma jornalista finlandesa entrevistou-me no meu local de trabalho para uma revista local, a partir de aí mantivemos contacto até hoje (e tenho-a guardada, a revista). Imagino que toda a Finlândia deve ter florestas extraordinárias, bem como casas de madeira. Adorava poder entrar um dia numa casa assim e pernoitar! 

Fragmentos de Outono

14 de outubro de 2013

Dias de um Outono onde ainda me visto de vestidos, calções de ganga, manga curta e chinelos. Dias de um Outono dissimulado, que só apetece comer gelados e andar com os pés à beira-mar. Não gosto deste verão prolongado, que toma conta dos dias reias de Outono e o deixa estranho e distante. Quero a lembrança do Outono visto da janela da minha avó: o chilrear dos pássaros, as folhas caídas das árvores, o cheiro dos carrinhos de rua a castanha assada, as primeiras gotas da chuva na janela, os meninos e meninas vindos da escola com os primeiros abafos de lã... Outono este que mando o meu filho toda a semana de crocs para a escola!

No fim-de-semana fomos para o campo procurar sinais de Outono, na natureza claro! E Encontramos-lo. 









Babetes Menino

8 de outubro de 2013


Mais uns babetes para bebés, desta vez em azul. Toda a informação disponível na Loja

Babetes

2 de outubro de 2013









Fiz quatro novos babetes que estão agora disponíveis para venda. 
Todos eles com turco branco de algodão no verso e fecho de mola. Os tecidos que usei são da colecção Lifestyle, da Liberty