Happiness is Homemade


Imagem retirada daqui 

Estamos a meio da semana e esta é a minha primeiríssima semana de trabalho em casa. Apesar da atenção ser exclusivamente redobrada para uma criança de 5 anos que todo o dia me lança mil e uma questões e me pede livros e histórias para contar, a verdade é que o meu tempo, o nosso tempo é inevitavelmente mais significativo. Estou feliz com este recomeço e queria partilhar este pequeno momento de contentamento, e alegria convosco. Sei de antemão que talvez não fosse a melhor altura para ter tomado esta decisão [dirijo-me à crise, essa mesma...], contudo este meu querer e vontade falou mais alto. Decisões foram postas de cima da mesa. Hoje prefiro viver com o sustentável, com as condições certas, mas ter uma vida mais plena, sem stress e mais preenchida. Na verdade, há que abdicar, fazer algumas escolhas, quando se pretende alcançar o verdadeiro objectivo de vida; e,  muitas das vezes tudo leva tempo para que no final possamos determinar e definir  as nossas opções e prioridades. Penso que muitas das nossas escolhas são oportunidades, são momentos que podem  ou não definir o nosso futuro. Este é aquele que escolhi. Foi apenas a minha opção de entrega e agora há que dar o meu melhor e viver...  Acredito na soma, destes meus dias que se avizinham!

16 comentários

  1. Deva, desejo-te as maiores felicidades nesta tua nova etapa, e se esse era o teu sonho, que sejas muito Feliz!! Força e tudo de bom para o futuro.
    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. Deva,

    nós seres humanos não somos iguais...e a partir dai, podemos e devemos tomar decisões diferentes daquelas que normalmente esperam de nós.....Uma vida pacata é muito melhor ...sem sombra de dúvida....
    Eu fiz isso...deixei de ser advogada de um grande banco estatal na America do Sul, para ser dona de casa.......
    simplesmente.......
    e sou feliz!!!!!

    abraços de MF

    ResponderEliminar
  3. O caminho que nos faz feliz é da nossa verdade. E quando é por aí que vamos, faz sempre tudo mais sentido!
    Vai por ele afora e tudo corre bem. :) Bjs

    ResponderEliminar
  4. Acreditovque quando temos a oportunidade de escolha a possibilidade de escolhernos o errado é muito menor. Eu neste momento sou mãe a tempo inteiro pela força das circunstâncias e sinto que não tenho perfil para o ser. Nem para ser mãe a tempo inteiro, nem dona de casa a tempo inteiro...mas o tempo o dirá. Um beijinho e boa sorte! O importante é que cada um se sinta bem com as decisões que toma.

    ResponderEliminar
  5. Ler isto logo de manhã, inspira-me. Ainda estou longe de ser mãe, mas também espero conseguir optar por uma vida mais plena quando isso acontecer.

    ResponderEliminar
  6. às vezes esquecemo-nos das pequenas coisas que nos fazem verdadeiramente felizes. o corre-corre diário impede-nos muitas vezes de disfrutar de mais e melhores momentos.
    a vida é feita de escolhas e quando elas são pensadas e vêem do coração, faz todo o sentido :) que tudo corra pelo melhor :) beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Concordo plenamente!
    Lamento não o poder fazer, mas os caminhos são os que em determinados momentos fazemos, temos de saber viver com eles. Desejo-te a maior sorte e felicidade no teu caminho!!

    ResponderEliminar
  8. Só consigo sorrir com estas tuas palavras... e dizer o quão feliz estou por ti!

    ResponderEliminar
  9. Acho que entre o certo e o errado devemos sempre escolher o que realmente nos faz feliz :)
    Boa Sorte nesta nova etapa!!!

    Beijinhos***

    ResponderEliminar
  10. Muitas felicidades. Há coisas que nenhum dinheiro paga.

    ResponderEliminar
  11. Costumo ser boa de memória mas não me ocorre o filme onde ouvi uma frase que se adapta ao post: às vezes temos de dar o salto e construir as asas pelo caminho! Decisões que nos fazem sair da zona de conforto são sempre difíceis mas muitas das vezes as mais compensadoras, e se estás feliz... melhor!!!

    ResponderEliminar
  12. é preciso coragem para tomar uma decisão dessas, mas acredito que o tempo dissipará todas as dùvidas.
    Há muitas coisas mais importantes que não têm preço e o tempo é uma delas.

    além disso, para mim a verdadeira produtividade é a de termos um bolo quentinho para o lanche dos miudos, um sumo de fruta fresca, camisolas feitas à mão, legumes da horta e tantas outras coisas que passamos a ter tempo para fazer.

    quem me dera...

    ResponderEliminar
  13. Muitos parabéns pela tua coragem. Há mutito tempo que tenho esse sonho, mas falta-me a coragem (e outros meios claro), mas admiro muito que acredita nos seus sonhos e segue em frente. A vida é curta demais para se viver com a falta de qualidade de vida que se tem hoje em dia. Concordo plenamente com o que dizes. O dinheiro não é tudo. Há coisas tão mais importantes que isso. Muito boa sorte.
    giesta-giesta.blogspot.pt

    P.s. Desculpa o tratamento por "tu".

    ResponderEliminar
  14. Grande decisão! Os sonhos não devem ser adiados.
    Parabéns e muitas felicidades! ( acabei de descobrir o blog e gostei muito)

    ResponderEliminar
  15. Eu também tomei uma decisão como a tua já lá vão 8 anos. Eu era professora e quando engravidei das minhas filhas gémeas não pensei duas vezes. Eu estou longe da família e por isso era inconcebível deixar as minhas bebés num infantário o dia todo. Foi a opção certa, não me arrependo nada! Claro que há dias que acordo cheia de inveja das minhas amigas, que têm um emprego e que por isso podem fazer férias nas Caraíbas ou comprar roupa de marca. Mas na maior parte do tempo sinto-me imensamente agradecida pela vida fantástica que tenho.
    Desejo-te tudo de bom nesta tua nova vida : )

    ResponderEliminar