O Campo no Verão










Alguns dias de ausência, que se traduziram em dias complicados, desencontrados, chatos e cheios de trabalho, mas que deu para descomprimir e esquecer tudo, quando nos juntamos os três em casa, com saudade e tempo para nós. No fim de semana esquecemos as mil e uma coisas que tínhamos para fazer e fomos fazer um
pic-nic para a serra. Estava curiosa para saber se as silvas não estariam já carregadas de amoras, desde a última vez que tínhamos estado naquele sítio. Havia imensas amoras maduras e prontas para colher. Comemos diversas e chegamos a casa com a boca tingida de roxo! O meu rapaz divertiu-se toda a tarde a  apanhar bichos e a fazer caras por não os poder trazer para casa. Fico estupefacta com a energia e a bravura deste miúdo, que me lembra aquele rapaz do campo descalço e maroto, o Tom Sawyer! E, por andar descalço com as suas croques esquecidas a um canto acabou por espetar um prego no pé que o levou a gritar a plenos pulmões e que hoje de certeza lhe serviu o sucedido de lição. O quilo de amoras foi usado para fazer gelado e rendeu duas caixas grandes.

8 comentários

  1. Fotos adoráveis como sempre!
    E esse gelado caseirinho Márcia... ai ai...deve ter ficado divinal!

    ResponderEliminar
  2. Fotografias fabulosas... até parece que também estive lá!

    ResponderEliminar
  3. é mesmo rapaz, lagartixa pela mão! :D

    ResponderEliminar
  4. Lindas as fotografias.
    Moro no campo, e o campo é isto. Um passo e meio de verde puro, ausência de ruído e a natureza a vibrar.

    ResponderEliminar
  5. Belas amoras, por cá ainda não amadureceram. E esse gelado, não sai uma receita?

    ResponderEliminar
  6. Que maravilha, de tirar o fôlego! Lindo lugar, lindas fotos.

    ResponderEliminar
  7. fez lembrar a minha infância...apanhar quilos de amoras e fazer gelados :)

    ResponderEliminar