Num pulinho a Lisboa



Ainda não eram 10 da manhã e estávamos em Lisboa feitos galos do campo à espera que as lojas abrissem. Há que fazer as compras rapidamente para voltar a horas do almoço noutras paragens. O pequeno espinafre também foi e mal chegou a Lisboa teve que se enfiar dentro de um eléctrico que ali estava parado sob o olhar simpático do senhor condutor, que autorizou a minha criança a subir e descer as escadas do seu imaculado veiculo, vezes sem conta! Já na Mouraria no meio dos turbantes e bigodes, a sua mãe de cesto em punho procurava insistentemente temperos exóticos nos habituais supermercados indianos ao passo que a criança tomava banho literalmente nas fontes do Martim Moniz (com o consentimento de seu pai que me exclamou em uníssono com a sua cria: estava calor!). Decididamente este meu rapaz tem de ir mais vezes a cidade e ambientar-se ao meio urbano e citadino com alguma disciplina e, não desatar a correr como se tivesse na selva  (porque viu pombos)! 

5 comentários

  1. Muito bonito o texto, as fotos,....


    abraços de MF

    ResponderEliminar
  2. Coisas de crianças que vive longe da cidade. A minha Sara quando pequena ía à consulta de pediatria em Lisboa, cada vez que lá íamos ficava sentada num banco a ver os carros passar... porque eram muitos e falava a toda a gente que passava! bjs

    ResponderEliminar
  3. A primeira foto ficou tão bonita, um pequeno instante do Tomás!

    ResponderEliminar
  4. As fotos estão mesmo muito giras.
    Há aqui alguém com jeitinho para tirar fotografias :)


    já agora (e desculpa a publicidade)
    coloquei uma questão no meu blog e gostava de ter o máximo de opiniões possível, quem quiser é bem vindo a passar por aqui:

    http://catarinosca.blogspot.pt/

    :)

    ResponderEliminar

Instagram