La mia Itália




(Scanner de alguns dos meus negativos)

Sabem aqueles lugares que quando éramos mais novos dizíamos sempre que um dia iríamos conhecer? Ou de lua de mel ou à aventura. Tinha muitas colegas de escola que sonhavam  com férias no Hawaii outras com o Brasil, eu suspirava de amores por Itália! 
Apaixonei-me pela língua Italiana muito cedo e há muitos anos atrás com o dinheiro que juntara inscrevia-me no meu próprio curso,  daquela que achava : «la più bella lingua del mondo!». As bases que tinha de latim, disciplina que dominava e absorvia com determinação ajudaram a conquistar um pouco mais este idioma e para reforçar em casa o meu querido "babbo" insistia e falava muitas vezes em italiano. Não sei bem o porquê,  desta tão doce lembrança, talvez porque no mês que se aproxima farão 17 anos que visitei este país. E 17 anos, de uma amizade que ainda perdura entre a guia que nos acompanhou e que me escreve ano após ano, e que hoje é a minha amiga Glória. Diria talvez, que a Itália foi um fatal destino de amor à primeira vista. E de uma paixoneta pelo meio, por um Italiano lindo de morrer, que me roubou um belo beijo num terraço com vista para a baía de Napoli e que me destroçou o coração durante meses ao sabor das melodias dramáticas e românticas da musica italiana!!!

Impossível é escapar, ficar indiferente à beleza que este país provoca a quem o visita. Ao contrário, de algumas cidades europeias ou até mesmo mundiais, cidades e vilas italianas expõem-nos e surpreendem-nos com toda a sua magnitude de história e beleza, em cada recanto de uma rua, de uma praça, ou de uma esquina, Itália é no seu todo um museu a céu aberto. Em cada sítio, existe um inestimável testemunho de história e arte. E quanto a nós? Enfeitiçados prometemos um dia voltar, ao país onde a arte não tem tempo. 

E pergunto-vos:
-Qual foi a vossa viagem eleição, aquela que mais vos marcou? O país cuja a visita vos faria voltar seja qual for a razão. Querem partilhar a vossa experiência? 

9 comentários

  1. São Tomé e Príncipe, voltava lá e adorava lá morar. Cultura africana, calor, pessoas amigáveis, boa comida e uma Natureza imperdível...não há melhor!
    Ai, é tão bom sonhar!

    ResponderEliminar
  2. Sinto-me uma sortuda pelo que já viajei. Mas, a primeira viagem maior que fiz, tinha 13 anos acho. Fui 3 semanas para a Sicília, com o grupo folclórico. Tudo o que descreveste fez sentido para mim. Já voltei a Itália mais 4 vezes (mais para o Norte, pois fiz amigas italianas que estavam de erasmus em Lisboa e temos mantido o contacto). Adoro Itália, a língua, que não falo mas entendo, a comida, as cidades, e os homens... pois é (já constam alguns na minha lista cof cof).

    Mais pela diferença de cultura, outra viagem que me marcou foi o Japão. Fiz um intercâmbio cultural. Dava pano para mangas. :) Fica para outra altura.

    ResponderEliminar
  3. É difícil escolher, mas coincidência ou não, Roma foi um dos primeiros sítios que visitei e é muito difícil de esquecer.
    Talvez haja mais um onde já voltei mais vezes, completamente diferente, e que não tem nada a ver: as Maldivas.
    Ler este texto foi uma boa forma de começar o dia ... trouxe-me boas recordações. Obrigada :)

    ResponderEliminar
  4. Bem, já fui a Itália duas vezes e voltaria as vezes que fossem precisas. Sou apaixonada por Florença. :)
    Mas outro sítio onde voltaria e seria feliz era Nova Iorque, é diferente mas também toca profundamente... :)

    ResponderEliminar
  5. Ao ler este post, senti que vinha directamente também da minha alma. Partilho este sentimento por Itália. Algo me prende a este país que não consigo explicar. Também eu estudei italiano e viajei inúmeras vezes até Itália. E continuo a querer regressar. Este ano talvez volte e desta vez com a minha filhota bebé também.
    Obrigada pelas lindas palavras.

    ResponderEliminar
  6. Olá Márcia! Também eu partilho uma paixão imensa por Itália...Apenas visitei uma vez, mas sei que voltarei!...Adoro tudo! É um país com uma história imensa, grandiosa, tem imensas cidades, locais lindos, lindos, para visitar. Em muitos paises nós temos cidades referência para visitar, ali não! É de se começar numa ponta e terminar na outra! Tudo grandioso!
    Adoro as massas, adoro o vinho, adoro os gelados, aqueles restaurantes fantásticos com música e com esplanadas iluminadas com velas...
    Adoro a língua e claro, os italianos, que são um charme!
    Para mim, também não existe país que me complete tanto, como este.
    Porém, pela diferença cultural, adorei visitar o Oriente: Macau, China e Hong Kong. É uma realidade muito diferente da nossa!
    Márcia, tempos que já lá vão, sem crise, sem marido e sem filhote!
    Um grande beijinho para si!

    ResponderEliminar
  7. Que engraçado! Ando a "chatear" o marido para irmos a Itália porque quero lá voltar!!! Também vim encantada. Estive lá em 2000 e como tive História da Arte disse à minha irmã: vê lá que nós vamos ver muita arte e não te ponhas a fazer figuras como: ahhh! E afinal quem fez as figuras fui eu! Foi muito emocionante poder ver obras que só via nos livros! Adorei e quero voltar! Obrigada pelo post, voltei às lembranças!

    ResponderEliminar
  8. Eu voltava a Verona, Veneza e a Pipa (Brasil) amei !

    http://styleloveandsushi.blogspot.com

    ResponderEliminar
  9. Tal apaixonada que fui, que após estudar o italiano, deixei o meu Rio de Janeiro e cá estou em Roma há mais de uma década. Se penso em lugares e cidades que amo: Lisboa está no meu coração. Há tanto do Brasil (e do Rio de Janeiro) por ali, que me sinto em casa. Também gosto muito de alguns lugares africanos por onde o português pisou. Porque ali naquelas partes se une o mundo lusitano, me sinto em casa!!! Luciana R.

    ResponderEliminar

Instagram