Sobre as Marmitas


A Sónia há uns tempos pediu-me que fizesse um post sobre marmitas, refeições fáceis e praticas para a nossa hora de almoço no trabalho. A vida está longe de ser fácil, de modo como toda a gente, eu própria também preparo os meus lanches e snacks semanais para levar na mala. Há dias que chego a casa pouco depois da hora de almoço e aí prefiro preparar o almoço/lanche na hora e saborear as minhas refeições tranquilamente; mas por norma faço assim: a meio da manhã como sempre um paõzinho integral com alface, tomate, ou beterraba cozida, adoro! Bebo um yogurte bifidus, ou um actimel, mas tudo marca "Pingo Doce" (mais baratinhos e por sinal muito bons). Uma fruta para saciar a fome e umas amêndoas que escondo dentro do bolso da minha bata e que vou comendo esporadicamente sempre que o estômago dá sinal de sobrevivência. Para o almoço costumo trazer uma sopa ou algo que sobre do jantar do dia anterior. Esta que trouxe para hoje é creme de cogumelos, e como sou muito gulosa, ainda adiciono umas raspas de queijo mozzarella por cima! Muito bom experimentem!

Sopa de Cogumelos Light:

1kg de courgettes (eu tiro a casca)
1 cebola
1 dente de alho
1 embalagem de cogumelos frescos laminados
Sal
Azeite

10 comentários

  1. Faz 9 anos no fim deste mês que sou uma marmiteira. Por cá vale de tudo: comida que sobre do jantar ou petiscos preparados de propósito (se houver tempo). O que não pode faltar: iogurte caseiro para a sobremesa, pão ou fruta para o lanche da manhã e fruta para o almoço. Estou tão habituada a preparar a marmita que para mim é uma parte do meu dia como outraa qualquer. O melhor de tudo é que como sempre muito saudável e por vezes, quando a ocasião pede, lá vamos almoçar a um restaurante e fico sempre a pensar que teria comido melhor da minha marmita :)

    ResponderEliminar
  2. Eu quando ainda estava em Portugal tb aderi ao clube marmita. E devo dizer que nao era uma marmita qualquer, mas sim uma magnifica marmita USB! Especialmente porque de inverno nao da jeito nenhum estar sempre a comer a comida fria:

    http://www.ebay.com/itm/USB-Bento-Box-Lunchbox-Warmer-Heater-Bag-/330654809196?pt=LH_DefaultDomain_0&hash=item4cfc8ffc6c#ht_3166wt_1139

    Deu cerca de 8€ mas valeu cada tostao.

    ResponderEliminar
  3. Preparar uma marmita é uma questão de hábito e vale muito a pena. Houve uma altura em que estava a estagiar numa empresa perto do rio e nada me sabia melhor do que almoçar num banco de jardim virada para o rio. Eu e as pessoas que me acompanhavam passavamos o dia muito mais satisfeitas do que as outras que ficavam em espaços fechados à espera de almoços que quase todos os dias recaiam nos fritos.

    ResponderEliminar
  4. Obrigada Márcia! É bom sentirmos nos acompanhadas neste clube de marmiteiras! Cada vez gosto menos de comer em restaurantes e por isso pedi à Márcia este post. Junta se o útil ao agradável, receitas boas da Márcia com o bom de levar o almoço para o trabalho! Obrigada e de certeza que irei gostar pois adoro cogumelos!

    ResponderEliminar
  5. Eu também sou do clube da marmita! Por norma, levo os restos do jantar, se não tiver faço um hamburguer de atum com cuzcuz e já está!
    bjocas

    ResponderEliminar
  6. Também pertenço ao clube marmita. Já o fazia em Portugal, mas aqui levo sempre o almoço para o trabalho - é prática corrente e muito bem aceite por todos.

    Uma pergunta sobre a receita, cozes tudo ao memso tempo e depois passas? Beijinhos!

    ResponderEliminar
  7. Também pertenço ao clube das marmiteiras, para além de ser mais económico é muito mais saboroso. Sou exigente com os sabores e gosto de comer comida saudável e saborosa. Mas há que ter cuidado, no ano passado, por esta altura um desleixo de frigorífico provocou uma cena à série televisiva de médicos comigo a sair do meu local de trabalho de ambulância!!! Aprendi a lição!

    ResponderEliminar
  8. Olá Márcia !

    Igualmente pertenço ao clube das marmitas de há 8 anos para cá.
    Inicialmente era um pouco complicado dada a falta de experiência (muitas vezes esquecia-me de alguns ingredientes ou de deixar a descongealar algo) mas com o tempo habituei-me e hoje é práctica corrente dos meus dias e pela qual até confesso ser prazeroso.
    Gosto de cozinhar, e quando tenho tempo, esta é uma boa altura para experimentar coisas novas.

    Entretanto, gostaria de vos apresentar um blog que está vocacionado para esta práctica que muitos chamam de "moda" :

    http://amarmitalisboeta.blogspot.com/

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Obrigada a todas pelos vossos comentários e ideias.

    ResponderEliminar
  10. Olá!

    É a primeira vez que comento este blog que conhei há piuco tempo.

    Queria, antes de mais, dar-lhe os parabéns pelo bom gosto, pelas ideias fabulosas, pelo talento e por partilhar tudo isto. :)

    A propósito da marmita, levo o meu lanche/almoço sempre que é possivel/necessário. Ainda não tenho um trabalho estável mas sempre que passo fora de casa muito tempo tento levar comida de casa para poupar. Habituei-me a isto desde os tempos de escola porque adorava levar a lancheira ou o lanche de casa na mochila, preparado com imenso carinho pela mãe.

    Uma coisa que tenho dificuldade em gerir (porque ando de transportes ou a pé e não de carro) é a quantidade de tralha que tenho de levar comigo diariamente. A mala com as coisas básicos (porta-moedas com o mínimo indispensavel, óculos, telemóvel, chaves, etc), a mala com as coisas do trabalho e que por vezes vai bem pesada. Na maioria das vezes, levo o mínimo indispensável para comer dentro da minha mala pessoal ou na do trabalho para não andar mais carregada. Mas fico com fome e acabo sempre por gastar dinheiro em qualquer coisa para comer.

    Gostei muito da saquinha que está na fotografia! parece prática e impermeável o que é óptimo para o caso de alguma coisa se entornar. É da sua autoria? E está à venda?

    Obrigada!
    Ana

    ResponderEliminar

Instagram