Social Icons

Aldeias de Portugal {Casal São Simão} Parte I - A descida

26 de novembro de 2010

Este verão visitamos um sítio muito bonito, que fica perto de Pedrogão e Figueiró dos vinhos, chama-se Casal São Simão. Fomos lá para jantar, pois tinha segundo nos informaram no hotel, um bom restaurante; mesmo sendo noite e com pouca luz, esta pequena aldeia seduziu-nos e fez-nos voltar na manhã seguinte. Casal São Simão, resume-se a uma só rua, uma rua de casas pitorescas em pedra e madeira. Tem um pequeno percurso pedestre que se inicia dentro da própria aldeia, levando-nos à praia fluvial das Fragas de S. Simão e uma ribeira, a de Alge, uma ermida com muitos séculos de História. Fica aqui o registo de algumas fotos deste passeio.

Bom fim-de-semana!

Intelecto Sobre a Arte Geométrica

24 de novembro de 2010

Enquanto degustava deste pequeno jantar ocorreu-me que ao contrário dos pires que são redondos este meu era quadrado e que sendo todas as minhas almofadas de forma também quadrada, as próximas viriam a ser redondas! São estas as ideias pitagóricas que me ocorrem enquanto como!

Certamente que um psiquiatra terá o termo certo para esta nova inclinação... : /

^-^ ^-^

23 de novembro de 2010


Duas encomendas de almofadas com gatos, inspiradas mais uma vez neste filme da Walt Disney!


(Aceito novas encomendas em cores e padrões à escolha.)

Gratidão

Ontem quando cheguei a casa tinha à porta dois sacos com fruta, um com laranjas outro com clementinas, deixados ali pelos vizinhos mais próximos. Gestos que simbolizam a simplicidade das pessoas aqui do campo. Nada melhor agora, que doses reforçadas de vitamina C, para prevenir as constipações e fazer xarope natural para acalmar a tosse do meu pequeno Espinafre!

A cozinha Parte II

19 de novembro de 2010

(Imagens retiradas da Internet)

Dando seguimento ao último post sobre as cozinhas, descobri que os lava louças antigamente também serviam para dar banho aos bebés. Curiosamente as nossas antepassadas eram bastante práticas!

Existem duas imagens que quero partilhar convosco, de duas cozinhas que achei extraordinárias, no entanto não as poderei colocar aqui no blog, porque as imagens estão protegidas pela lei.

Imagem I
e Imagem II

A Cozinha (parte I ) Continuação

18 de novembro de 2010

A cozinha é uma das divisões da casa onde ainda passamos grande parte do tempo. Antigamente a cozinha para além de ser um espaço de preparação dos alimentos era também usada como espaço de congregação entre as famílias e os visitantes. As primeiras cozinhas resumiam-se a um pátio onde se preparava uma fogueira para aquecer a comida e guardar os alimentos, a água era retirada de um poço próximo. Ontem fui ao Ikea e não pude deixar de admirar tanto o design como a facilidade de funcionalidades das fabulosas cozinhas que comercializam!
Vou mostrar-vos algumas das cozinhas mais bonitas que tenho visto por esta Internet a fora...

(Todas as imagens foram retiradas de web sites da Internet)

O Fim de Outono

17 de novembro de 2010

Por aqui, no campo que vivemos, o frio anuncia-se de mansinho e a noite cheira a lareiras. A humidade e a geada da manhã despontou todos os bolbos que estiveram adormecidos durante o verão e fez-los espevitados desabrocharem da terra. Os cogumelos nascem por toda a parte e invadem atrevidos todo o nosso jardim. A relva nunca esteve tão fresca e vigorosa e a serra começa a pintar-se de uma só cor, verde! Faltam 33 dias para o Solstício de Inverno, a estação próxima que alguns se queixam e eu muito aprecio. É tempo de frio mas também de algum calor... calor humano, aconchego, mimos e dedicação extrema, ao lar, à família e à natureza; é tudo o que precisamos para sermos felizes!

Home Decor

12 de novembro de 2010

Cores perfeitíssimas: branco, cinza e azul água! Adoro esta combinação de cores na decoração de uma casa. Rendo-me também ao chão de tábua corrida branco e aos lustres nas casas de banho como candeeiros de tecto. Na última edição da revista "Casa Cláudia Ideias" vem a casa de Charlotte Hedman-Gueniau, directora criativa da empresa dinamarquesa Rice, não deixem de ver.

Na Terra das Borboletas

11 de novembro de 2010

Esvoaçava perdida, com alguma incerteza. Estendi-lhe o braço e pedi ao vento que ma trouxesse. Escutou-o e suavemente pousou em mim. Sussurrei-lhe baixinho: para onde vamos...?