Cheiro a campo



Durante o nosso passeio pela beira baixa ficamos hospedados num "lugar", onde vivem cerca de
15 habitantes. Depois de várias buscas pela maravilhosa Internet, foi neste site, que me rendi à casa de um casal de holandeses, num cenário tal qual procurava, idílico. É de salientar o cuidado de bem receber destas pessoas e todos os pormenores que a casa tinha para que nada nos pudesse faltar; isto fez toda a diferença. Resta-me dizer que de tudo o que procurei na área, esta propriedade, tinha em prática um preço ligeiramente mais leve que o nosso turismo rural.
Queridos e amáveis, trouxeram uma caminha de grades para o meu T. e um jogo de lençóis com um galão holandês.

No armário da cozinha de baixo havia caixas brancas grandes do Ikea, cheias de brinquedos. No lado oposto havia um louceiro antigo com gavetas cheias de lápis de cor e papeis para colorir. Jogos e muitos jogos fizeram-me lembrar a minha infância, pois por lá reencontrei um mikado e antigos jogos da "Majora".

Os jantares ao relento com a vista para a serra tinham outro sabor. Na cozinha para uso dos pratos mais sofisticados não faltavam variados tipos de especiarias. Á noite entretíamos com o telescópio (da casa) a descobrir as estrelas.

Fotografei estas duas toalhas bordadas à mão que por lá estavam para vestir a mesa aos pequenos almoços. Esta primeira achei-a linda e harmoniosa.



3 comentários

  1. Que coisas lindas!
    Este tipo de ponto que está na última foto, a minha avó e a minha mãe sabem fazê-lo.
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Olá!
    Obrigado pelo comentário no meu blog!
    Tenho paixão por essa serra do Açor... faz parte da minha infância. Lindas fotos!
    Abraço!
    Joana

    ResponderEliminar
  3. Que delícia!!
    O link para o site não funciona... Podes dar mais alguma info?
    O sítio é idílico!!

    ResponderEliminar

Instagram